Viagens

Londres – Tour “Mulheres incríveis e seus legados”

Quando moramos algum tempo num sítio temos tendência a descurar descobrir novos espaços, novos museus, novos restaurantes. E embora eu não moro Londres acabei por nos últimos anos evitar ir la. Porque gosto da minha paz do campo, porque é confuso, porque tenho tendência a explorar novos países. Mas este tour foi excepção.

Há vários anos que sigo a Heloísa Righetto. O seu trabalho na área do feminismo é notável e tenho aprendido imenso nesta jornada do feminismo com ela e com o conexão feminista. Já há dois anos que a Heloísa faz este tour em Londres. Mas por um motivo ou por outro ainda não tinha conseguido fazer este tour. Mas finalmente depois deste tempo todo finalmente consegui uma data que coubesse com a minha agenda.

Não vou ser spoiler porque acho que estragaria completamente a surpresa mas este tour acontece a sexta feira a noite e durante duas horas e meia (a três) preparem-se para percorrer praças e ruas mais ou menos conhecidas e conhecer mulheres mais ou menos conhecidas da história. Políticas, enfermeiras, amantes, entre outras, todas estas mulheres têm em comum terem marcado a história. 

Este tour não tem tem datas específicas e têm de estar de olho no Facebook da conexão feminista ou no Instagram da Heloísa para as novas datas.

Ah, antes que me esqueça, a Heloísa vai também fazer um tour sobre a Jane Austen em Julho, ainda não está esgotado por isso aproveitem!

20190322_192020.jpg

Links importantes:

Facebook da Conexão Feminista

Instagram da Heloísa Righetto

 

Viagens

Aspire Lounge – Heathrow Terminal 5

A rede de lounges da Aspire está entre os meus lounges preferidos. E recentemente tive a oportunidade (que paguei do meu bolso, claro!) de visitar o Aspire Lounge do terminal 5 em Heathrow. E’ estranho que embora este seja o terminal que mais uso, nunca tenha visitado este lounge.

20190130_093842.jpg

Localizado no piso 0, junto a porta A18 (quem passa a seguranca vira a direita, desce as escadas rolantes e continua na mesma direcao), este lounge tem a configuracao mais estranha que ja vi, um L que estranhamente resulta, pois permite que exista uma vista sobre as pista unica!

20190130_095412.jpg

Não espere muito sossego por aqui. Visitei este Lounge numa manhã de quarta feira em Janeiro (provavelmente o mês mais calmo) e mesmo assim estava bastante cheio.

Esta rede de lounges tem como público alvo executivos. Diria que 80% das pessoas que encontrei neste lounge estavam sozinhas e pelo menos metade destas estavam a aproveitar para trabalhar (tal como eu).

Como visitei o lounge de manhã quando cheguei ao lounge apenas estava disponível pequeno almoço. Aqui podem encontrar uma variedade de pequeno almoço britânico e continental. Bacon frito, salsichas, porridge convivem lado a lado com cereais, iogurte e fruta. Super bem abastecido, durante o tempo que estive la não vi faltar nada. Também podem contar com vários tipos de iogurtes, geleias, doces e manteigas para o pão, bebidas quentes e frias e ainda sumos. Curiosamente encontrei também leite de soja. E’ bom ver a preocupação destes espaços em ter opções para todos os tipos de dieta (embora eu seja uma omnivora convicta, daquelas que come carnuncha, gluten e lactose :)).

 

No entanto, cerca das 11:30 disponibilizaram o menu de almoco que era optimo! Pastas, arroz, sopa, queijos, bolo e varias saladas podem ser encontradas. Mais uma vez tudo tinha um aspeto delicioso, valeu super a pena!

Também podem encontrar um bar, que obviamente pela hora que visitei não tinha muita gente.

20190130_095429.jpg

A minha única crítica vai apenas para o espaço reservado para pessoas que vão aproveitar para trabalhar. Os bancos são fixos ao chão e pessoas como eu bem pequenitas tem de se sentar na ponta do banco para ficarem perto da mesa. De resto, se o objetivo e’ descansar podem encontrar várias zonas de mesas e cadeiras para descansarem e comerem.

A entrada custou £20 uma vez que tenho o cartao Priority Pass.

Viagens

10 anos de Londres

Fez ontem 10 anos que embarquei num voo para Londres… E esquisito pensar porque a Joana de há 10 anos atrás não tem muito a ver com a Joana de hoje… Ou se calhar a Joana de hoje já estava lá mas ainda precisava de ser descoberta…

Foi a minha primeira viagem sem a família. Foi a minha primeira viagem de avião (apesar de o ter escondido durante muito tempo). Foi a primeira cidade pela qual me apaixonei mesmo a serio.

Esta viagem marcou-me para a vida toda. Foi nesta viagem que percebi que viajar estava ao alcance de qualquer pessoa. Que o mundo era demasiado grande, que a vida pode ser fantástica, que não temos de nascer e morrer no mesmo sítio, que somos filhos do mundo e não dos nossos pais.

10 anos depois existe outra Joana. Que cresceu, mudou, arriscou e é tão feliz. Tenho a certeza que a Joana de ha 10 anos atrás estaria muito orgulhosa desta!

FB_IMG_1542603169934

Foto tirada há 10 anos atrás junto a St Pauls. A camisola, o casaco e o livro ainda existem. A Joana também, mas em versão melhorada!

Viagens

Ir para fora perto

Bem sei que eu e o J. não temos filhos e, como tal, temos todo o tempo do mundo para o outro. Na realidade não funciona bem assim. Tanto eu como ele trabalhamos bastante, eu trabalho as vezes ate tarde, fins de semana, ele as vezes chega a casa só a hora de jantar e a rotina instala-se. E bem sei que temos uma sorte imensa porque viajamos muito e esses são momentos chave para conectarmos, falarmos sem pressas, sem horários, dar a mão, olhar bem no fundo dos olhos dos outros. No entanto, também gostamos de fazer pausas que não sejam necessariamente viagens. Que não impliquem apanhar comboios, viajar durante horas de carro, fusos horários. Por vezes só queremos quebrar a rotina. E encontramos o nosso cantinho a 15 minutos de nossa casa. Nada luxuoso, mas os quartos são super confortáveis, a comida ótima e como extra, tem um spa com piscina, banho turco e sauna. Fica localizado numa zona empresarial e, como tal, ao fim de semana tem sempre pacotes que não nos fazem ter de vender um rim. Estamos a falar do Holiday Inn que fica em Winnersh, mesmo ao pe de Reading.

Normalmente compramos o pacote que inclui hotel, spa, jantar e pequeno almoço, para entrarmos e não nos preocuparmos com mais nada!

Exemplos dos pratos que servem ao jantar

E como vou sempre para relaxar nunca me lembrei de tirar fotos, para além da comida por isso tirei estas do site do hotel.

indoor-pool-secondary-0-118.jpg

executive-room-0-107.jpg

Já fomos no dia dos namorados, na passagem de ano e porque sim. Os preços são ligeiramente mais caros em épocas festivas claro mas mesmo assim nada de especial.

Viagens

Premier Inn

Uma das coisas que mais me pedem e para a aconselhar cadeias de hotéis. No entanto isso para mim é quase impossível porque e raro eu ficar na mesma cadeia de hotéis. As exceções são provavelmente o Premier Inn e o Travelodge. Como recentemente fiquei no Premier Inn decidi começar por este. Este hotel, que tem como premissa “uma boa noite garantida” cai na categoria business up. Não é tão fraquinho como o Travelodge mas não é um Hilton ou o Holiday Inn. Não espere SPA, massagens ou piscinas num Travelodge. Aqui tem quartos e um restaurante/bar, onde são servidas refeições e bebidas durante o dia e onde é servido pequeno almoço. Mas em compensação tem-se conforto nos quartos, principalmente a cama deles que tem um colchão de sonho (que pode ser comprado aqui). Não há schampoo e amaciador de marca, mas sim com um gel que lava o corpo e o cabelo. Não há chinelos ou toucas, mas podem contar com um secador de tamanho real (odeio aqueles de parede) e espaço para arrumação.

O tamanho dos quartos é jeitoso (para padroes britanicos), e estão sempre em óptimo estado de conservação!

20181107_174223.jpg

O pequeno almoço é buffet e podem contar com pequeno almoço continental e ingles. Croissants, vários tipos de pães, sumos, fruta, café (do costa!) e chas convivem lado a lado com Yorkshire puddings, cogumelos salteados e bacon frito. O pequeno almoço custa cerca de £10. Mais informação pode ser encontrada aqui.

No que diz respeito a preços eles no site falam de terem quartos a partir de £19. Eu acho uma treta, pago sempre cerca de £100 mais £10 pelo pequeno almoço.

Em resumo, quando estou em viagens a trabalho é quase sempre a minha escolha. É confortável, bem localizado, tem tudo o que preciso para uma boa noite de sono.

 

Viagens

Mercados de Natal na Europa

Qual o melhor tema para iniciar Dezembro? Isso mesmo, Natal!! Todos os anos eu e o J visitamos um mercado de Natal. Apesar de a minha profissão me deixar um pouco farta de natal quando chega esta época mágica fico logo então espírito Natalino e esqueço os aborrecimentos. Assim aqui vai um post muito especial sobre os mercados que já visitamos:

– Londres – os mercados mais conhecidos são o de Southbank e o Winter Wonderland. Enquanto o primeiro e um mercado tradicional germânico apenas com barracas a vender artesanato, doces, salsichas, cerveja e vinho quente o Winter Wonderland é um autêntico parque de diversões. Pista de gelo, espectáculos, roda gigante, carrosséis e imensas barracas de artesanato, comida e bebida, é um dos mercados mais famosos da Europa. Vale a pena a visita principalmente durante a semana. Ao fim de semana fica tão cheio que é quase impossível lá andar. A entrada é gratuita, só tem de pagar pelas diversões que quiser usar. Fica localizado no Hyde Park. Mais informações aqui.

Berlim – A última passagem de ano foi passada nesta cidade e como tal tivemos oportunidade de visitar alguns mercados que ainda estavam abertos. Claro que os mercados são muito mais giros antes do Natal pelo que queremos voltar. Existem imensos mercados espalhados pela cidade. Localizações, datas e horários podem ser encontrados aqui.

Munique – este foi um dos primeiros que visitamos e um dos que mais gostei. Embora na verdade os mercados estejam espalhados um pouco por toda a cidade o maior (e melhor) ocupa a Marienplatz. Mais informação pode ser encontrada aqui.

Estugarda – esta cidade alberga um dos mais famosos mercados de natal na Alemanha e como temos família lá não podíamos deixar de visitar. E confere, é enorme e óptimo! O mercado é tão completo que até lojas existem no meio do mercado (em vez de barracas). Também tem imensas diversões para crianças e uma pista de gelo! Mais informações aqui.

– Essling – esta cidade situada a menos de uma hora de Estugarda guarda um dos mercados de Natal mais únicos da Europa, um mercado de natal medieval! Não contém com embalagens de plástico, luzes led infinitas, todo este mercado tenta recriar o que se passava há centenas de anos atrás. Sem dúvida que este mercado merece uma visita! Mais informações aqui.

– Zurique – esta foi a nossa escolha em 2017 e escrevi um post sobre os mercados de natal nesta cidade.

– Varsóvia – existem dois mercados de natal muito grandes nesta cidade, um à entrada do centro histórico e outro na praça do meio do centro histórico. Ambos valem muito a pena a visita. Não se esqueçam que a Polónia consegue ser ainda mais fria do que a Alemanha pelo que aconselho levarem agasalhos. Mais informações aqui.

Cracóvia – também tem um mercado óptimo. Uma vez que o visitamos depois de vir de Auschwitz a moral não estava lá mas sem dúvida que merece uma visita. Mais informações aqui.

Não se esqueçam, esta lista não é dos melhores mercados de Natal, mas sim daqueles que já tive oportunidade de visitar. No reino unido por exemplo existe outro que ainda não tive oportunidade de visitar e que é super conhecido, em Winchester.

Este ano vamos visitar Salzburgo, na Áustria. Estou MUITO entusiasmada porque é a estreia nos mercados austríacos!

 

Viagens

Liverpool – The hard days hotel

Recentemente tive de fazer uma viagem a trabalho e fiquei num hotel super curioso. É raro fazer reviews de hotéis separados mas este mereceu. Situado mesmo no centro da cidade e quase encostado ao Cavern Club (sim, esse onde os Beatles se tornaram conhecidos) não podia ter outro tema que não os Beatles. Desde a recepção, aos corredores, salas de conferência, som ambiente, tudo está relacionado com os Beatles.

20180914_083315

Os quartos não sendo extremamente luxuosos são bastante confortaveis com camas enormes e montes de espaço para as nossas coisas. Fica uma dica, quando fizerem a vossa reserva peçam um quarto longe dos elevadores e virado para o pátio interno. Na primeira noite fiquei num quarto perto do elevador que foi um pesadelo. Mas a recepção foi fantástica e mudou-me para outro quarto (mais pequeno) que não tinha estes problemas.

O pequeno almoço é buffet e inclui um pequeno almoço inglês e opções de pequeno almoço continental.

Por isso se vao a Liverpool e querem ficam num hotel característico aconselho este sem dúvida!

 

Morada: Central Buildings, North John Street, Liverpool L2 6RR

Preço: entre 80 e 100 libras durante a semana, cerca de 300 libras à sexta e ao sábado.