Uncategorized

Cinque Terre

Monterosso, Vernazza, Corniglia, Manarola e Riomaggiore! Sao estes os nomes que juntos formam Cinque Terre, o destino que se tornou muito popular nos ultimos anos. Varias historias foram inventadas nos ultimos anos mas Cinque Terre continua aberto a todos os turistas que pretendam visitar. Na verdade existem planos para limitar a entrada de turistas nos percursos a pe pagos mas nao so isto nao esta em vigor como isto sera implementado eventualmente nos trilhos pagos, o que nao impede ninguem de visitar as vilas.

doveSono_5terre-en.png

Esta foi mais uma viagem que tivemos o prazer de partilhar com amigos, mais concretamente com a I e com o G

Existem tres formas de visitar estas vilas:

  • A pe – existem trilhas entre as 5 vilas que sao gratuitas fora da primavera/verao. Como fomos em Marco nao pagamos mas tambem so 2 dos 4 percursos estavam abertos. Convem verificar isto antes de ir
  • De comboio – existem comboios que ligam as 5 vilas, mas vao perder as vistas fantasticas das montanhas
  • Visita guiada – de barco ou de carrinha, para todos os gostos. Aqui vao alguns exemplos para diferentes bolsos

A melhor forma de chegar a Cinque Terre e’ apanhar um voo para Milao e dai um comboio ate Monterosso ou Riomaggiore (dependendo de onde quer comecar). De Milao ate Monterosso sao cerca de 3 horas de comboio.

1.png

Se for fazer o percurso a pe sugiro que fique duas noites na zona para puder recuperar. Se for fazer de comboio muito corrido consegue num dia. No nosso caso que fizemos parte do percurso a pe e o outro de comboio ficamos duas noites e dois dias. Foi suficiente para aproveitarmos bem!

Existe um problema em Cinque Terre que espero que seja solucionado em breve. Nao existem cacifos publicos onde se possam deixar as malar. E em terras como Corniglia em que vai subir CENTENAS de degraus da estacao ate a vila nao vai agradecer ter de carregar as suas malas. Se ficar na zona sugiro que deixe as malas no hotel e as recolha ao final do dia, mesmo que isso implique que ande para tras e para a frente de comboio.

Quanto ao que ver sou sincera, as terras sao pequenas, a atracao turistica e’ a propria vila e a forma como foram construidas no meio das montanhas. Por isso mesmo estamos perante mais um caso de ande, veja, aproveite 🙂

Monterosso

Vernazza

 

Corniglia

 

Manarola

 

 

 

Viagens

Florença

Florença é daqueles sítios que tenho a sensação que por mais tempo que lá passe vai sempre haver alguém que diga “mas não foste ao sítio X? É imperdível!” Por isso, quando tiverem de escolher onde vão e onde não vão poder ir, tenham em atenção que não vai dar para tudo. Nós seguimos a filosofia do menos e’ mais. Não faz sentido (para nós claro) visitar 20 igrejas, a nossa memória não vai conseguir memorizar tanta coisa e passado umas cinco ou seis são todas iguais. Assim, preferimos focar-nos em menos pontos mas dedicar mais tempo ao que decidimos visitar.

Assim, em Florença, onde apenas passamos dois dias (claramente insuficiente mas foi o que deu!) decidimos visitar:

Basílica de Santa Cruz

Duomo, Cupula, Batisterio e Campanille de Giotto, Crypta e Museu

 

Capela dos Medicies / Basilica de São Lourenco

Basilica della Santissima Annunziata

4.jpg

Galleria degli Ufizzi

 

Palacio Pitti

9.jpg

Officina Profumo Farmaceutica di Santa Maria Novella