Viagens

Mozart e Salzburgo

Quando se começa a ter algum interesse sobre visitar a Áustria, e principalmente Salzburgo o nome Wolfgang Amadeus Mozart irá certamente fazer parte das suas pesquisas.

Nascido em Salzburgo em 1956 mostrou desde cedo ser um prodígio como compositor. Wolfgang e a sua irmã conecaram cedo a atuar juntos para a realeza europeia. Durante a sua vida escreveu mais de 600 obras vem a falecer em Viena no ano de 1791. A sua vida estará para sempre associada a cidade de Salzburgo pelo que e possível conhecer muito da sua vida e obra quando visitar esta cidade.

Praça de Mozart

Situada do lado histórico da cidade esta praça onde no natal se situa a pista de gelo é o unico local que podera visitar de forma gratuita. E também nesta praca que se situa o posto de turismo para onde poderá comprar bilhetes para recitais com a obra de Mozart. Não é o único sítio onde pode comprar bilhetes mas foi onde nós compramos.

20181208_15354420181208_154818

Mozart Birthplace – este local, onde vivia a família Mozart quando Wolfgang nasceu é um dos dois locais na cidade onde se pode conhecer a vida e obra do compositor.

Está aberto todo os dias das 9 até às 17:30 e custa 11€

2018-12-08 16.25.10.JPG

Residência de Mozart – quando a família cresceu o pai de Wolfgang decidiu que estava na altura de se mudarem para um apartamento mais espaçoso. O edifício original foi destruído durante a segunda guerra mundial mas foi posteriormente reconstruído e está agora aberto ao público. O espaço conta com instrumentos originais da família e conta a história da família Mozart.

Também está aberto todo os dias das 9 até às 17:30 e custa 11€

Concertos e Recitais – existem por toda a ckdade. Nós compramos o nosso no posto de turismo e pagamos 22€ por pessoa. Na verdade não achei nada de especial mas creio que era porque estava mega cansada.

20181208_191427.jpg

 

 

Viagens

Mercados de Natal em Salzburgo

Já e’ tradição para nos irmos a um mercado de Natal por ano. Ja falei mais sobre este tema tanto que ate criei uma tag. Este ano foi Salzburgo o escolhido. Foi a nossa estreia em mercados austríacos e a minha opinião e’ “meehhhh”. O mercado e’ bom, sem duvida, mas e’ concentrado em três praças adjacentes e estavam la MILHARES de pessoas, pelo que a experiência não foi assim tão boa… Por outro lado tinham coros a cantar durante quase todo o dia o que transforma sempre qualquer ambiente!

2018-12-08 11.39.36-1.jpg

Entao em resumo, o mercado de Natal pode ser encontrado na Domplatz e na Residenzplatz.

Na Mozartplatz podem encontrar a pista de gelo super animada.

20181208_153619.jpg

E claro, comida e bebida tipica de mercado de Natal nao e’ coisa que vos ira faltar!

2018-12-08 14.40.32.JPG

2018-12-08 14.32.01-1.jpg

 

Viagens

Salzburgo – o que ver, o que fazer, o que visitar!

A viagem de Salzburgo foi muito especial porque fomos com os primos do J. Tentamos fazer sempre uma viagem por ano juntos para passarmos tempo de qualidade juntos. Aproveitar a companhia uns dos outros e conversar teve prioridade em relação a visitar mais monumentos. Mesmo assim não deixamos de visitar os principais pontos da cidade. A parte boa de visitar uma cidade tao pequena e’ que fizemos tudo a pé!

Fortaleza de Hohensalzburg – este castelo medieval localizado no topo de uma colina em Salzburgo e e’ onde conseguira ter as melhores vistas sobre a cidade. Neste castelo medieval encontrará também museus sobre a história de Salzburgo, capelas, e salas historias. Para chegar la a cima basta apanhar o funicular e poupar as pernas.

20181208_135931.jpg

Praça Chapter– esta praça e’ principalmente conhecida pela estátua da bola dourada gigante com uma pessoa no topo

2018-12-08 11.46.18_2018-12-08 11.46.29-1_0000.jpg

Catedral de Salzburgo – esta que e’ a principal catedral de Salzburgo merece uma visita. Localizada na praça Domplatz a sua fachada ocupa um dos lados desta praça. E’ aqui em frente e na praça ao lado (Residenzplatz) que se situa o principal mercado de Natal da cidade

2018-12-08 11.41.06_2018-12-08 11.41.15-1_0000.jpg

Mozartplatz – E’ neste local que irá encontrar a principal pista de gelo da cidade e, claro esta, uma estatua de Mozart! Também e’ aqui que encontrará o posto de informações onde pode comprar bilhetes para recitais de música.

20181208_153544.jpg

Getreidegasse – esta rua estreitinha e’ a rua do comércio mais conhecida de Salzburgo. Os edifícios característicos, lojas de souveniers, cafés entre muitos mais podem ser encontrados aqui.

20181208_160613.jpg

Mozart’s Birthplace – localizada no número 9 da Getreidegasse, foi aqui que os Mozart moravam quando o filho Wolfgang Amadeus Mozart nasceu a 27 de Janeiro de 1756.

2018-12-08 16.25.10.JPG

Love Lock Bridge – Esta ponte e’ conhecida por ter milhares de cadeados que casais colocam aqui.

IMG_20181209_115859.jpg
Fotografia de L.P.

Mozart Residence – o museu de Mozart esta instalado no apartamento para onde a família se mudou quando Mozart era criança. O edifício foi parcialmente destruído durante a segunda guerra mundial e foi reaberto ao público em 1996. E’ um museu super interessante porque mostra não só a vida de Wolfgang Amadeus Mozart mas também da irmã, dos pais, da esposa e dos filhos. Alguns instrumentos musicais originais podem ser encontrados no museu.

Mirabell Palace – este palácio histórico fica também no centro histórico da cidade. O palácio e os seus jardins são património mundial da Unesco. E a melhor parte? Sao gratis!

 

 

20181208_124254.jpg
Vista de Fortaleza de Hohensalzburg sobre Salzburgo

 

 

Viagens

Salzburgo – impressões e custos

Desde que fiz um interrail (há quase 10 anos!) que queria ir a Salzburgo. A terra do Mozart e do música no coração despertou em mim um interesse muito grande mas por uma razão ou outra só conseguimos viajar para lá em dezembro de 2018, aproveitando os mercados de Natal.

A geografia da cidade é super interessante. A cidade é super plana mas rodeada de montanhas gigantes que dão a qualquer fotografia um fundo dramatico! A cidade faz-se muito bem a pe, sendo apenas necessário apanhar transportes de e para o aeroporto.

E, como habitual, aqui vão os custos:

Voo – £63.65 / 70.85€ por pessoa

Alojamento – £120.28 / 134€ pela noite

Autocarro de/para aeroporto –  £9.7 / 10.8€ por pessoa

Entradas em atracoes – £43.6 / €48.5 por pessoa

Comida – £51 / €56.3 por pessoa

Outros – £2.7 / €3 por pessoa

Total: £230.79 / €312.65

O total por dia passou a meta dos £100 por pessoa, pelo facto de ter sido só uma noite (mais dificidde diluir os custos dos voos)

20181208_124229.jpg

Viagens

10 anos de Londres

Fez ontem 10 anos que embarquei num voo para Londres… E esquisito pensar porque a Joana de há 10 anos atrás não tem muito a ver com a Joana de hoje… Ou se calhar a Joana de hoje já estava lá mas ainda precisava de ser descoberta…

Foi a minha primeira viagem sem a família. Foi a minha primeira viagem de avião (apesar de o ter escondido durante muito tempo). Foi a primeira cidade pela qual me apaixonei mesmo a serio.

Esta viagem marcou-me para a vida toda. Foi nesta viagem que percebi que viajar estava ao alcance de qualquer pessoa. Que o mundo era demasiado grande, que a vida pode ser fantástica, que não temos de nascer e morrer no mesmo sítio, que somos filhos do mundo e não dos nossos pais.

10 anos depois existe outra Joana. Que cresceu, mudou, arriscou e é tão feliz. Tenho a certeza que a Joana de ha 10 anos atrás estaria muito orgulhosa desta!

FB_IMG_1542603169934

Foto tirada há 10 anos atrás junto a St Pauls. A camisola, o casaco e o livro ainda existem. A Joana também, mas em versão melhorada!

Viagens

Ir para fora perto

Bem sei que eu e o J. não temos filhos e, como tal, temos todo o tempo do mundo para o outro. Na realidade não funciona bem assim. Tanto eu como ele trabalhamos bastante, eu trabalho as vezes ate tarde, fins de semana, ele as vezes chega a casa só a hora de jantar e a rotina instala-se. E bem sei que temos uma sorte imensa porque viajamos muito e esses são momentos chave para conectarmos, falarmos sem pressas, sem horários, dar a mão, olhar bem no fundo dos olhos dos outros. No entanto, também gostamos de fazer pausas que não sejam necessariamente viagens. Que não impliquem apanhar comboios, viajar durante horas de carro, fusos horários. Por vezes só queremos quebrar a rotina. E encontramos o nosso cantinho a 15 minutos de nossa casa. Nada luxuoso, mas os quartos são super confortáveis, a comida ótima e como extra, tem um spa com piscina, banho turco e sauna. Fica localizado numa zona empresarial e, como tal, ao fim de semana tem sempre pacotes que não nos fazem ter de vender um rim. Estamos a falar do Holiday Inn que fica em Winnersh, mesmo ao pe de Reading.

Normalmente compramos o pacote que inclui hotel, spa, jantar e pequeno almoço, para entrarmos e não nos preocuparmos com mais nada!

Exemplos dos pratos que servem ao jantar

E como vou sempre para relaxar nunca me lembrei de tirar fotos, para além da comida por isso tirei estas do site do hotel.

indoor-pool-secondary-0-118.jpg

executive-room-0-107.jpg

Já fomos no dia dos namorados, na passagem de ano e porque sim. Os preços são ligeiramente mais caros em épocas festivas claro mas mesmo assim nada de especial.

Uncategorized

Cinque Terre

Monterosso, Vernazza, Corniglia, Manarola e Riomaggiore! Sao estes os nomes que juntos formam Cinque Terre, o destino que se tornou muito popular nos ultimos anos. Varias historias foram inventadas nos ultimos anos mas Cinque Terre continua aberto a todos os turistas que pretendam visitar. Na verdade existem planos para limitar a entrada de turistas nos percursos a pe pagos mas nao so isto nao esta em vigor como isto sera implementado eventualmente nos trilhos pagos, o que nao impede ninguem de visitar as vilas.

doveSono_5terre-en.png

Esta foi mais uma viagem que tivemos o prazer de partilhar com amigos, mais concretamente com a I e com o G

Existem tres formas de visitar estas vilas:

  • A pe – existem trilhas entre as 5 vilas que sao gratuitas fora da primavera/verao. Como fomos em Marco nao pagamos mas tambem so 2 dos 4 percursos estavam abertos. Convem verificar isto antes de ir
  • De comboio – existem comboios que ligam as 5 vilas, mas vao perder as vistas fantasticas das montanhas
  • Visita guiada – de barco ou de carrinha, para todos os gostos. Aqui vao alguns exemplos para diferentes bolsos

A melhor forma de chegar a Cinque Terre e’ apanhar um voo para Milao e dai um comboio ate Monterosso ou Riomaggiore (dependendo de onde quer comecar). De Milao ate Monterosso sao cerca de 3 horas de comboio.

1.png

Se for fazer o percurso a pe sugiro que fique duas noites na zona para puder recuperar. Se for fazer de comboio muito corrido consegue num dia. No nosso caso que fizemos parte do percurso a pe e o outro de comboio ficamos duas noites e dois dias. Foi suficiente para aproveitarmos bem!

Existe um problema em Cinque Terre que espero que seja solucionado em breve. Nao existem cacifos publicos onde se possam deixar as malar. E em terras como Corniglia em que vai subir CENTENAS de degraus da estacao ate a vila nao vai agradecer ter de carregar as suas malas. Se ficar na zona sugiro que deixe as malas no hotel e as recolha ao final do dia, mesmo que isso implique que ande para tras e para a frente de comboio.

Quanto ao que ver sou sincera, as terras sao pequenas, a atracao turistica e’ a propria vila e a forma como foram construidas no meio das montanhas. Por isso mesmo estamos perante mais um caso de ande, veja, aproveite 🙂

Monterosso

Vernazza

 

Corniglia

 

Manarola

 

 

 

Viagens

Eslovenia – o itinerario

Uma das questoes que mais nos colocamos foi como e’ que iriamos cumprir um roteiro tao complexo. Sou sincera, pensei que ia ser mais dificil… Aqui vai:

Sexta

20:05 – Chegada a Ljubjana. Apanhamos o carro que servamos no aeroporto e dirigimos durante cerca de 30 minutos ate ao primeiro hotel, Čarman  Guest  House, nas margens do Lago Bled

Sabado

Passear por Bled – na verdade foi demasiado tempo para este local pelo que depois de um almoco muito prolongado dirigimos calmamente ate a vila de Postojna (sim, a que da nome as caves) e dormimos por la, no Hotel Center.

Domingo

De manha acordamos cedinho para estarmos no castelo de predjama no horario de abertura (10h). Depois fomos para a vista as grutas de Postojna, e por volta das 14h dirigimos ate Ljubljana. Ficamos cerca de 4 horas em Ljubljana que foram mais do que suficientes para ver a cidade.

Apanhamos voo as 21h de regresso para Londres.

Viagens

Roterdão

Tenho o prazer de voltar algumas vezes a Holanda. Este ano, depois de termos ido la em Maio com os pais do J. voltamos em Outubro para visitar a minha prima. O objetivo do fim de semana era apenas aproveitarmos a companhia uns dos outros mas a C desafiou-nos a irmos a Roterdão, uma vez que já conhecemos bem Haia (ou Den Haag). Não fiz pesquisa rigorosamente nenhuma, fomos apenas dar um passeio e percorrer alguns dos pontos históricos. E se normalmente estou habituada a levar tudo mais que planeado foi ótimo não ter de pensar em rigorosamente nada, só aproveitar!

Roterdão não virá certamente no topo da lista de coisas a visitar. A principal razão pelo qual e’ conhecida e’ o facto de ser o maior porto da Europa, o que não faz desta cidade um atrativo para a maioria dos turistas. Mas, OMG, como amei a cidade! Não sei se foi o sol de outono que apanhamos, se a companhia (de certeza que foi a companhia!) mas passamos um dia fantástico!

Começamos o dia por subir ao Euromast. Daqui pode ver toda a cidade, fazer slide, almoçar ou ate, caso tenha uma bolsa mais abonada, dormir! Sim, no topo da torre existe um quarto!

De seguida fizemos um almoço relaxado na Fenix Food Factory, uma espécie de shopping só com restaurantes tradicionais. Nos optamos por partilhar comida marroquina, foi ótimo! E claro, acabamos com um Stroopwafel, uma waffle com caramelo holandesa que eu AMO!

2018-10-27 14.59.09-1_2018-10-27 14.59.12-1_0000.jpg

Continuamos com o passeio pela cidade, passando ao pé da ponte Erasmusbrug ate chegarmos as Casas Cubo.

Preparem-se para ficarem com a cabeça de pernas para o ar, para o vosso cérebro estranhar o ângulo e tudo mais. Nos tentamos decifrar como seriam por dentro mas nem eu nem a C. conseguíamos perceber. Mas não se preocupem, podem visitar uma das casas por dentro e o mistério fica resolvido. Não vou deixar fotos aqui para não estragar 😊

Para finalizar quero deixar uma dica. Caso estejam em Haia e pretendam visitar Roterdão podem comprar um passe de transportes que inclui as duas cidades. Podem encontrar mais informação aqui.

Viagens

Ljubljana

Ir a Eslovenia e a Ljubljana apenas entrou no roteiro ha uns anos quando a V me perguntou, depois de ler um artigo se ja tinha ido la. Achei, pelo artigo, que seria uma cidade encantadora. Pois nao podia estar mais enganada. Nao que tenha sido uma desilusao, porque nao foi, mas apenas porque a L. me avisou (MUITO!!) que a cidade nao e’ assim tao grande nem tem assim tantos pontos de interesse pelo que se visita super rapido.

Com isto em mente aqui vao os principais pontos que achamos que valia a pena visitar:

Castelo Ljubljana – este que e’ o ponto mais alto de Ljubljana da as melhores vistas que se podem ter sobre a cidade. Nao entramos no castelo (achamos que nao iamos ter tempo de ver o resto da cidade! Que piada!) mas tiramos umas fotos bem fixes. Se quiserem poupar as pernas podem ir de funilular. O funicular esta neste momento em reparacao mas existem autocarros de substituicao super rapidos

IMG_8824.JPG
Vista do castelo sobre as tres pontes e a igreja franciscana da anunciacao

Mercado Pokrita tržnica – estava infelizmente fechado quando fomos

Ponte dos Dragoes – esta ponte, uma das mais emblematicas da cidade, alberga quatro exemplares daquele que e’ o simbolo da cidade! Segundo a lenda o dragao abana a cauda quando uma virgem passa a ponte.

As tres pontes – o J. descreveu estas pontes como “onde esbanjar orcamento de estado”. Mas na verdade as tres pontes existem porque a do meio seria para trafego automovel e as laterais para pedestres. Na verdade, o que acontece agora e’ que toda esta zona e’ fechada ao transito e estas pontes sao o simbolo da cidade

IMG_8836.JPG

Igreja Franciscana da Anunciacao – esta igreja de cor avermelhada fica mesmo ao pe da ponte tripla e pode ser visitada de forma gratuita.

20181111_153756.jpg

Mas tal como aconselho em todas as cidades, caminhem! Percam-se pelas ruas, sigam o fluxo das pessoas e sejam maravilhados pelos cantos escondidos!

IMG_8827.JPG

IMG_8839.JPG