Viagens

Aplicações úteis para viagens

Sendo eu uma geek assumida obviamente que utilizo bastantes apps para gerir as minhas viagens. Assim aqui vai uma lista sucinta das aplicações que estou neste momento a utilizar e como as utilizo.

Google Maps – utilizo esta aplicação para vários fins:
– marcar os pontos que vou utilizar – para esta parte utilizo em concreto a funcionalidade “meus mapas”
– para definir o que vou fazer em cada dia – também já funcionalidade meu mapa utilizo fores diferentes consoante o dia (ou parte do dia) que quero ver determinada atração
– para descobrir o caminho até determinado ponto (a pé ou de carro). Neste caso utilizo o mapa normal do Google pesquisando pelo ponto. Caso não tenha a certeza se vai ter internet ou não faça download do mapa com antecedência

Capture.PNG

Dropbox – utilizo esta aplicação para por todas as reservas (hotel, voos, transfere, etc). Se a viagem for complexa ordeno por data colocando a data no título do ficheiro. Está aplicação é ainda mais interessante porque pode partilhar pastas com outras pessoas. Também coloco aqui cópias dos meus documentos pessoais caso necessite

Dropbox.PNG

Google Keep – esta aplicação utilizo para planear as viagens fazendo listas do que falta fazer e para registar os custos das viagens durante a viagem. Também pode partilhar tarefas com outras pessoas!

Keep

Google photos – a esta altura já dá para perceber que adoro a Google! É aqui que arquivo todas as minhas fotos. Para ser mais fácil encontrar coloco no título da pasta a data da viagem. E sim, também dá para partilhar!

Google Photos.PNG

Calendário do Google – óptimo para perceber que fins de semana tem livres, marcar voos e reservas de hotel na agenda. É a única agenda que tenho, não utilizo em papel. Tenho também um calendário partilhado com o J. onde colocamos os eventos relacionados com viagens. Coloco ainda qual a data que posso fazer check in do voo, super útil!

google calendar.PNG

Aplicações das companhias aéreas – se voar frequentemente com uma companhia aérea sugiro que tenha a aplicação no telemóvel. Gerir pontos dos programas de fidelidade, adicionar dados dos voos, fazer check in, existem um sem fim de utilizações para estas aplicações. Eu tenho a da British Airways e as vezes a da Ryanair (se tiver voos marcados com eles para o futuro)

Revolut – esta aplicação apenas faz sentido se tiver o cartão. Já escrevi um pouco sobre dinheiro em viagem mas o melhor post que já vi foi este (ALMA DE VIAJANTE). Através da aplicação pode carregar o cartão, ver a taxa de câmbio e controlar os custos.

Uber (ou Grab no sudoeste da Ásia) – óptimo para apanhar táxis sem ter surpresas quanto ao preço! Não apanho táxis normais em viagem porque morro de medo de ser enganada

Todas estas aplicações, com exceção do Revolut têm a vantagem de poder ser utilizadas no telemóvel ou num computador, o que é óptimo para planeamento e pós-viagem.

Viagens

Como fazer a mala de forma rapida

As pessoas costumam dizer que eu e o J. vivemos numa mala de viagem. Na realidade isto é quase verdade. No nosso quarto de hóspedes acumulam-se as vezes 2 ou 3 malas por defazer. E com a quantidade de malas que fazemos todos os anos tivemos de nos tornar eficientes e criamos um conjunto de dicas que torna a nossa vida muito mais facil:

  • Quando desfizer a mala deixe ficar todos os itens que nao sao calçado/roupa. Isto inclui bolsa de medicamentos, escova de dentes, escova de cabelos, bolsa dos liquidos, papéis do seguro de viagem, carregador do telemóvel. Isto são coisas que necessita em TODAS as viagens e assim já sabe que não se vai esquecer. O ideal é mesmo ter estes items repetidos, isto e’, que não sejam os que usa no dia a dia para poderem ficar na mala de forma permanente.
  • Nesta mesma altura verifique a sua bolsa de líquidos e se precisa de substituir algum produto. Se necessitar faca-o de imediato.
  • Mantenha uma aplicação no telemóvel que lhe diga o clima nos proximos destinos. Vá vigiando na semana anterior para perceber qual é a previsão, para ser mais fácil na hora de escolher roupa. Eu uso a app BBC weather.
  • Simplifique na altura da escolha da roupa. De preferência a calças ou saias que poderá usar mais do que uma vez. Jeans azuis são normalmente a minha farda!
  • Faca a mala por “items”. Comece pela roupa interior que deve colocar toda junta num saco/embalagem. Depois escolha as calças, as partes de cima (que idealmente devem conjugar entre si) e por fim os casacos.
  • Quando usa um dispositivo eletronico que tem bateria numa viagem carregue-o assim que chegar a casa. Isto inclui maquina fotografica, power bank, tablet, etc. Assim evita stresses de ultima hora.
  • Guarde todos os items que necessita para as suas viagens (mas nao de forma permanente, esses ficam na mala!) num unico lugar. Malas de eletronica, passaporte, boletim de vacinas, headphones, powerbank, etc. Assim será muito mais fácil encontrá-los.
  • Utilize uma checklist de viagem. São muito importantes e tornam o processo de fazer uma mala super rápido!

 

 

Exemplos de printscreen da app BBC weather

 

Viagens

Como viajar apenas com uma mala de mão durante 3 semanas – Sudeste Asiático

20190428_060916.jpg

Para além das questões de como se vestir corretamente a outra questão que nos colocaram mais foi como é que conseguiríamos viajar apenas com mala de mão. Quando fomos no ano passado para o Japão decidimos levar cada um uma mala de porão cada um mais uma mala de mão. Tendo em conta que mudamos de cidade várias vezes tornou-se um pesadelo tão grande que eu cheguei a sugerir ao J. mandarmos roupa fora para podermos viajar mais leves. E prometemos nunca mais cometer o mesmo erro. Quase um ano depois cumprimos a promessa e viajamos de mochila às costas (sim, com quase 33 anos ainda é possível!!) e sem bagagem de porão.

Primeira dica: viajar com mochila de costas. Torna-se mais fácil de se mexerem de um lado para o outro. De preferência comprem uma mochila confortável!

Segunda dica: tentem não encher ao máximo a mochila. Pensem nas vossas costas que vão ter de carregar este peso mas também no facto de não puderem comprar nada lá porque já não cabe

Terceira dica: não levem roupa para todos os dias. Nós em três semanas lavamos roupa duas vezes e eu nem sequer usei a roupa toda que levei!

Quarta e última dica: vocês não vão viajar para Marte. Se precisarem de alguma coisa comprem la. Nós precisamos de toalhas e chapéus. No final da viagem deixamos lá ficar estas coisas…

 

E então o que levamos na mala? Aqui vai a lista

– calçado: umas sapatilhas, uns chinelos, umas sandálias e uns aqua shoes (não sei como se diz em português mas são uns sapatos para usar em praias com rochas)

– roupa interior para 7 a 10 dias

– partes de baixo – dois pares de calças de pano, dois pares de calções

– partes de cima – 8 t-shirts/tops e um vestido (que nem usei!!)

– 1 pijama

– produtos de higiene

Verifiquem bem qual a política de malas de mão. No total viajamos em 5 companhias aéreas, cada uma com a sua política de malas. Em duas das viagens tivemos de despachar uma das nossas malas de mão porque o peso ultrapassava o limite. Se tivéssemos arriscado provavelmente teria passado mas não quisemos arriscar.

Leve uma mala mais pequena com os pertences de valor (passaportes, dinheiro, etc) para andarem sempre consigo. No nosso caso, ainda levamos um saco desdobrável onde colocavamos estas duas malas pequenitas na altura do voo para contar apenas como uma.

20190428_055347.jpg

 

Viagens

Como minimizar problemas com perda de malas

Nós fazemos cerca de 30 voos por ano… Já contamos certamente com algumas centenas já perdemos a conta! No entanto as estatísticas dizem que o número de malas perdidas é baixo, mas pode acontecer.

Ao longo dos anos li, criei e aprendi diversas técnicas para minimizar o impacto de malas perdidas. Aqui vai o resumo dos meus truques:

1) se não tiver de fazer check in da mala não o faça. Assim evita que esta corra o risco de ela não chegar ao destino.

2) cruze pertences. Se viajar com mais alguém, coloque alguns pertences dessa pessoa na sua mala e vice versa.

3) carregue consigo uma muda de roupa.

4) coloque uma etiqueta com os seus contactos. Isto é exatamente útil em casos de transporte que não seja de avião (já conto a minha experiência em baixo) ou caso a etiqueta da mala se rasgue pelo caminho. Basta colocar o seu número de telefone e nome. As que uso são estas, são de metal e escondem bem os contactos. Só desenroscando o fecho se consegue aceder à informação.

5) coloque algo na mala que a identifique rapidamente. Por exemplo eu uso uma etiqueta vermelha. Mas pode colocar um elástico a toda a volta.

6) coloque um cadeado na mala, para em caso de perda não poderem retirar nada. Compre um bom, embora sejam pesados os mais pequenos são facilmente arrombados. Os que uso são estes.

7) reporte imediatamente à empresa que utilizou (avião, barco, etc)

8) faça um seguro de viagem que cubra estas eventualidades

9) verifique que de facto a mala é sua. Se tiver dúvidas abra para ver se são os seus pertences.

Embora não se possa evitar que as malas desapareçam as medidas acima ajudam a minimizar os problemas.

Então aqui vai a minha história. Durante a viagem ao sudoeste asiático apanhamos vários voos. Mas não foi aí que tivemos o pior problema. A pior situação que tivemos foi no barco entre Phuket e Koh Phi Phi em que uma pessoa pegou na minha mala por engano. Nós percebemos logo quando chegamos ao sítio das malas e mal olhamos para aquela mala percebemos que não era a minha. Era exatamente o mesmo modelo mas a minha não tinha um dos cordões e faltava a etiqueta com os meus contactos. Percebemos logo que tinha sido trocada e corri pelo porto todo para procurar a pessoa que tinha apanhado a minha mala… Não encontramos. A mala não tinha nenhum contacto… Apenas dois nomes diferentes em duas etiquetas na parte de fora da mala. Não havia morada, telefone, nada!

O J. contactou a empresa que fez o transporte que foi tão prestável como um vendedor de areia no deserto do Saara e restou-nos esperar. Tentamos encontrar a pessoa no Facebook, enviei mensagem, tentei ligar através do Messenger, mensagem no Instagram, nada… Passado duas horas alguém me enviou mensagem a dizer que tinha a minha mala (por causa da etiqueta) mas essa pessoa tinha apanhado um barco para outra ilha… Se a pessoa tivesse o contacto na mala, tal como eu, tínhamos logo ligado e provavelmente a pessoa ainda não teria apanhado o outro barco. Tudo evitável se as pessoas tomassem medidas de precaução!

Viagens

Medo de voar

Hesitei durante meses sobre se devia ou não escrever sobre este assunto. Comecei vezes sem conta este post, guardei nos rascunhos, apaguei, recomecei.

A verdade é que odeio voar. Sim, parece mentira tendo em conta que por exemplo na semana voei quatro vezes. No início não havia problema. Entrava num avião e era como se nada fosse. Mas um voo com muita turbulência na aterragem deixo-me petrificada. E foi a partir dai. Jamais deixei de voar por causa deste medo mas ao contrário do que normalmente se faz de confrontar as pessoas com o medo, isso não resulta comigo.

Isto ainda piora porque o meu medo não é da aterragem nem da descolagem, considerados momentos críticos do voo. O meu medo é a turbulência. E sim, eu sei que não há problema com a turbulência mas não consigo controlar.

Já tentei de tudo mas não consigo controlar. Se a turbulência for grande chego a gemer baixinho. Agarro-me ao banco, agarro a mão do J se ele estiver comigo no voo e fecho os olhos.

Para tornar o meu caso ainda mais estúpido eu sou daquelas que adormece mal se senta no avião. Sim, antes de descolar já me estou a babar na cadeira. E se relaxo tão facilmente porque é que morro assim tanto de medo noutras alturas do voo?

Hoje tive o pior voo desde que me lembro. A turbulência foi tão ma que a criança a minha frente vomitou e arruinou o meu casaco (que discretamente deixei no avião e informei a tripulação). E o medo regressou….

Alguém me falou num livro que e suposto ajudar as pessoas a superar este medo. Já encomendei e se for bom recomendo aqui.

Há por aqui alguém com este medo?

Viagens

Aspire Lounge Aeroporto de Luton

Tal como disse aqui a rede de lounges da Aspire estão entre os meus preferidos. E (in) felizmente tenho também feito bastantes visitas ao de Luton. Digo infelizmente porque normalmente isto significa que o meu voo atrasou. No início de Fevereiro, exatamente dois dias depois de visitar o lounge do terminal 5 sobre o qual escrevi aqui voltei ao de Luton depois de muita neve que atrapalhou os planos de viagem.

Comecemos então pela localização. Este lounge está super escondido e a primeira vez que o visitei precisei de várias indicações até o encontrar. A entrada fica do lado oposto à JD sports, perto do quiosque da Krispy Creams.

 

Primeira dica: mesmo que diga que está cheio tentem na mesma. Desta vez encontramos este aviso que ignoramos e não tivemos problema nenhum em entrar.

Segunda dica, que já é uma repetição: se estiverem a pensar em usar várias vezes lounges adquiram um Priority Pass. Escrevi sobre isso aqui.

O lounge tem uma vista para a área comercial do aeroporto. Acredito que a maioria das pessoas não gostem mas eu gosto de observar as pessoas a passarem, adivinharem onde vão, quem são, o que fazem…

Junto à entrada podem encontrar a habitual secção de revistas e jornais gratuitos.

Na zona central do lounge podem encontrar a zona de comida e o bar. Fomos a meio da tarde (4/5 da tarde) e havia dois pratos quentes (uma massa e um arroz), sopa e salada. Muito mais pobre do que o aspire do terminal 5 de Heathrow mas mesmo assim aceitável. Também encontrei scones, pão, queijos, manteiga, doce e fiambre. Nada que me fizesse o estômago bater palminhas mas o suficiente para me manter alimentada durante umas horinhas porque o voo chegou tarde.

O

O bar tem a habitual seleção de bebidas brancas, licores e vinhos.

A zona das bebidas quentes está separada mas é facilmente encontrada.

A volta da zona de comida existem muitos sofás para descansar e imensas tomadas para carregar os seus gadgets. Não tirei muitas fotos das zonas de descanso porque estava muita gente.

A minha zona preferida é a das cápsulas. Este compartimento conta com três “camas” que estão numa zona super sossegada e onde pode dormir um pouco. Não é uma funcionalidade muito comum de encontrar e gosto imenso!

Também tem cacifos onde pode guardar a sua bagagem, em vez de a arrastar consigo e impedir a passagem dos outros passageiros nos corredores

Não é o meu lounge preferido, longe disso mas sem dúvida que dá para descansar um pouco antes de voar, especialmente tendo em conta que estamos a falar de um aeroporto predominante low cost.

Viagens

Consulta do viajante no Reino Unido

A medida que começamos a explorar o mundo chegará a uma altura que iremos a zonas nas quais precisamos de ter cuidados redobrados. Levar uma pequena farmácia e’ sem dúvida essencial, mas também fazer uma consulta do viajante. Em Portugal não cheguei a fazer nenhuma mas no Reino Unido já tive de fazer várias. Existem várias opções, mas só vou falar de duas: NHS ou Boots/Superdrug.

Se quiserem tirar dúvidas de se necessitam ou não sugiro que visitam este site. Mas se não quiserem correr o risco

O NHS disponibiliza este serviço de forma gratuita, basta marcar uma consulta com uma enfermeira no centro de saúde. Atenção, não e’ com o medico, e’ com a enfermeira! No entanto o NHS não disponibiliza todas as vacinas, apenas aquelas que representam um risco de contágio a outras pessoas. As vacinas incluídas no NHS são pólio (dada combinada com a difteria e o tétano), tifoide, hepatite A e cólera. Tanto esta consulta como as vacinas são completamente gratuitas. No entanto existe um pequeno problema com o NHS. Devido aos imensos cortes e a falta de enfermeiros existem centros de saúde que não disponibilizam este serviço. O meu centro de saúde não disponibilizava este serviço, tive de mudar para outro centro de saúde.

A outra opção, que pode ser alternativa ou complementar ao NHS. A Boots e a Superdrug (e provavelmente outras farmácias) disponibilizam a consulta do viajante também. Basta marcarem online (aqui para a Boots e aqui para a Superdrug). A consulta também e’ gratuita mas as vacinas são pagas. Não vou mentir, as vacinas que não estão incluídas não são nada baratas. Para terem uma ideia aqui vão os preços (em janeiro de 2019):

Vacina Doses Necessárias Custo Total
Cólera 2 £56
Hepatite B 3 £120
Encefalite Japonesa 2 £178
Meningite 1 £50
Raiva 3 £165
Encefalite Tick-borne 3 £195
Febre Amarela 1 £58

No meu caso eu uso uma mistura dos dois. Marco uma consulta na Boots para perceber que vacinas ou tratamentos terei de tomar/fazer. Depois se precisar de vacinas tomo as que o NHS não fornece com a Boots e marco com a enfermeira do meu centro de saúde para tomar as do NHS.

Não se esqueçam de pedir ou levar para atualizar o vosso boletim de vacinas do viajante e de levarem convosco nas viagens.

Travel-vaccinations-record-1.jpg

Viagens

Aspire Lounge – Heathrow Terminal 5

A rede de lounges da Aspire está entre os meus lounges preferidos. E recentemente tive a oportunidade (que paguei do meu bolso, claro!) de visitar o Aspire Lounge do terminal 5 em Heathrow. E’ estranho que embora este seja o terminal que mais uso, nunca tenha visitado este lounge.

20190130_093842.jpg

Localizado no piso 0, junto a porta A18 (quem passa a seguranca vira a direita, desce as escadas rolantes e continua na mesma direcao), este lounge tem a configuracao mais estranha que ja vi, um L que estranhamente resulta, pois permite que exista uma vista sobre as pista unica!

20190130_095412.jpg

Não espere muito sossego por aqui. Visitei este Lounge numa manhã de quarta feira em Janeiro (provavelmente o mês mais calmo) e mesmo assim estava bastante cheio.

Esta rede de lounges tem como público alvo executivos. Diria que 80% das pessoas que encontrei neste lounge estavam sozinhas e pelo menos metade destas estavam a aproveitar para trabalhar (tal como eu).

Como visitei o lounge de manhã quando cheguei ao lounge apenas estava disponível pequeno almoço. Aqui podem encontrar uma variedade de pequeno almoço britânico e continental. Bacon frito, salsichas, porridge convivem lado a lado com cereais, iogurte e fruta. Super bem abastecido, durante o tempo que estive la não vi faltar nada. Também podem contar com vários tipos de iogurtes, geleias, doces e manteigas para o pão, bebidas quentes e frias e ainda sumos. Curiosamente encontrei também leite de soja. E’ bom ver a preocupação destes espaços em ter opções para todos os tipos de dieta (embora eu seja uma omnivora convicta, daquelas que come carnuncha, gluten e lactose :)).

 

No entanto, cerca das 11:30 disponibilizaram o menu de almoco que era optimo! Pastas, arroz, sopa, queijos, bolo e varias saladas podem ser encontradas. Mais uma vez tudo tinha um aspeto delicioso, valeu super a pena!

Também podem encontrar um bar, que obviamente pela hora que visitei não tinha muita gente.

20190130_095429.jpg

A minha única crítica vai apenas para o espaço reservado para pessoas que vão aproveitar para trabalhar. Os bancos são fixos ao chão e pessoas como eu bem pequenitas tem de se sentar na ponta do banco para ficarem perto da mesa. De resto, se o objetivo e’ descansar podem encontrar várias zonas de mesas e cadeiras para descansarem e comerem.

A entrada custou £20 uma vez que tenho o cartao Priority Pass.

Viagens

Listas de viagem – Checklist

Sou uma pessoa que vive de listas. Uso apps para me ajudar a organizar a minha vida pessoal e profissional. E, como tal uso também listas para viagens. A minha checklist de viagens foi construída há bastantes anos e foi adaptada ao longo dos tempos. Acima de tudo quando construírem a vossa checklist de viagens pensem que não é algo estático, cada viagem tem as suas características e, como tal precisam de mais ou menos coisas.

Mas aqui vai a minha checklist:

Documentos

  • Passaporte
  • Cartão Cidadão
  • Boletim de vacinas do viajante
  • Dinheiro Levantado
  • Revolut / Cartao de Credito
  • Cartoes de Embarque
  • Reservas de Hotel
  • Outras reservas: tours, transfers, aluguer de carros, etc

Roupa

  • Calças/calções
  • Tshirts
  • Casacos
  • Sweat
  • boxers/cuecas
  • Meias
  • Soutien
  • Camisolas interiores
  • Pijama
  • Sapatos/Sapatilhas
  • Fato de banho

Electronica 

  • Carregador Telemovel
  • Cabos
  • Headphones
  • Power Bank
  • Selfie Stick
  • portatil+carregador
  • adaptadores
  • maquina fotografica+carregador+lentes+baterias extra
  • Tablet
  • carregador isqueiro

Cremes

  • Desodorizante
  • Perfume
  • Shampoo
  • Gel banho
  • Pasta dentes+escova
  • Maquina barbear
  • Escova cabelo
  • Cremes

Outros

  • Papel e Caneta
  • Comprimidos
  • Oculos de Sol
  • Lenços de Papel
  • Livros/Mapas/Itinerario

agenda-calendar-checklist-3243.jpg

Viagens

Priority Pass

Passo muito tempo sentada em aeroportos. Apanho imensos chás de cadeira em atrasos, escalas e esperas. E, como tal, há uns anos decidimos dar um upgrade as nossas viagens indo por vezes para lounges. Nem sempre o fazemos, depende do aeroporto, da altura do dia, de quanto tempo falta. Mas como não viajamos em primeira classe (nem pouco mais ou menos…) tivemos de procurar alternativa. Existem lounges de acesso “livre” em quase todos os aeroportos. Livres não de preço claro mas sim de não ser necessário ter um bilhete de primeira classe para aceder. Para aceder a estes lounges pode marcar com a sua agência de viagens, através de sites como o holidays extra ou, como nós fazemos, aderir a um esquema de fidelidade de lounges. Atualmente fazemos parte do Priority Pass, o maior programa independente de aceso a lounges, dando acesso atualmente a mais de 1200 lounges no mundo todo.

Este programa tem três diferentes modalidades: standard, standard plus e prestige. O standard custa £69/€89 por ano e tanto o titular como o convidado pagam £20 para entrar no lounge. O standard plus custa £189/€259, inclui 10 entradas em lounges para o titular do cartão e o convidado paga sempre £20 para entrar. O Prestige custa £339/€399 por ano, o titular do cartão tem entradas ilimitadas e o convidado paga £20.

Nota: se quiserem aderir digam que eu tenho aqui por casa uns vouchers de 10% de desconto, não ganho rigorosamente nada com isso! Na altura da black friday também costumam ter descontos.

handing-off-priority-pass-card-f942dcbe-97ba-457a-9389-4a80dcae6cab.png
Imagem retirada do site do Priority Pass