Viagens

Onde ficar em Bangkok

Quando escolhemos o nosso hotel em Bangkok nem sabiamos a sorte que estavamos a ter.  Por causa da coroação do rei todas as ruas centrais estavam fechadas, no entanto como este hotel era bem no centro conseguimos ir para todo o lado a pe. Uma maravilha!

O hotel em si era magnifico! Super confortavel, com algum luxo e uma piscina no topo. Hotéis com piscina no centro de Bangkok são muito difíceis de encontrar, no entanto para nós era uma das condições.

Mais uma vez as fotos são do booking. Pagamos £140 por três noites com pequeno almoço.

 

Viagens

Como ir ao mercado do comboio e flutuante sem marcar excursão (modo DIY)

Quando começamos a ver o que fazer em Bangkok so tinha três pedidos: ver o palácio real, ir ao mercado flutuante e ao mercado do comboio. O primeiro não foi possível por razões que já expliquei aqui, mas não iríamos falhar nos outros dois. Quando começamos a ver empresas que faziam este percurso ficamos em choque porque o mínimo pedido era cerca de 60 libras para cada um e o J. meteu na cabeça que não ia pagar isso. Pesquisou, pesquisou, pesquisou e lá encontrou uma forma de cortar o custo de forma substancial! O percurso no qual nos guiamos está todo descrito aqui:

– apanhamos um Grab do hotel até ao Morchit Van Terminal – 170 bahts para os dois. Havia a possibilidade de fazer esta parte do percurso através de transportes públicos mas demorava mais de um hora do nosso hotel e desistimos
– No Morchit Van Terminal tivemos de ir ao edifício D, guinchet 9, e pedir dois bilhetes até Mae Klong Van station – 100 bahts por pessoa. A van demora cerca de 2 horas para chegar a este ponto.
– A carrinha irá deixar a cerca de 150 metros do mercado. O centro da vila não é grande, vai ser difícil perder-se
– Quando já estiverem prontos para irem para o mercado flutuante basta irem até este ponto e apanharem uma carrinha à qual apelidei carinhosamente carrinha dos porcos ou “o meu pai vai ter um ataque cardíaco quando vir esta foto”. Não se esqueçam de confirmar se de facto a carrinha que estão a apanhar vai para Amphawa. Este transporte custou 10 bahts por pessoa

20190505_114814~2.jpg
– A carrinha irá deixar-vos neste ponto, só têm de caminhar até ao mercado
– Quando estiverem prontos para regressarem basta apanharem uma carrinha (dos porcos) até ao mercado do comboio e depois uma van de volta para Bangkok ou apanhar diretamente do mercado flutuante para Bangkok. Nós optamos pela segunda opção. Fomos até este ponto e compramos bilhetes para a próxima disponível que custou 70 bahts por pessoa. Atenção que está carrinha não foi para o terminal da manhã mas sim para Sai Tai Kao Old Terminal South. Apanhamos a van aqui

Amphawa Mini Van Station
ถนน สายธนบุรี – ปากท่อ Tambon Amphawa, Amphoe Amphawa, Chang Wat Samut Songkhram 75110, Thailand

– por fim apanhamos um Grab de volta ao hotel: 117 bahts

Existem vários mercados flutuantes a volta de Bangkok e lamento mas este não me surpreendeu. Não sei se foi por termos ido a um domingo ou se foi por causa de ser o fim de semana da coroação do rei mas estavam muito poucos barcos.

Não se esqueçam de ver os horários dos comboios para garantir que vão passar quando estiverem no mercado. Quando lá estivemos os horários eram:

Chegadas: 8.30 a.m., 11.10, 14.30 e 17.40.
Partidas: 6.20, 9.00, , 11.30 e 15.30

Então e quanto poupamos? No total gastamos para os dois 170 + 200 + 20 + 140 + 117 = 647 baht ou 323.5 baht por pessoa (£7.7!). Não se esqueçam que nos tínhamos pedido 60 libras por este passeio!! Se valeu a pena? Eu amei! Embora fique com nervoso miudinhos é só viajando assim que se podem de facto misturar com os locais, viver como eles e apreciar o que temos na vida!

Viagens

Bangkok

Quando marcamos esta viagem nem sonhávamos a coincidência que iríamos ter. Na verdade só descobrimos quando chegamos a Tailândia que o fim de semana que iríamos passar em Bangkok seria o da coroação do rei. A cidade estava linda, limpa, com milhões de de flores e plantas por todo o lado, todos os tailandeses vestidos de amarelo em homenagem ao rei, águas a ser distribuídas na rua entre outras coisas. Foi sem dúvida um momento único que dificilmente iremos ver repetido. No entanto por causa da coroação o palácio real estava fechado, e eu queria MUITO ter visitado, e as ruas estavam fechadas. Na verdade não causou muitos problemas na viagem porque na realidade só tínhamos reservado um dia para visitar Bangkok. Bangkok, tal como Singapura, é um hub na Ásia pelo que sabemos que vamos voltar mais tarde ou mais cedo, daí termos dedicado mais dias a outras zonas do país.

Por causa do calor (não se esqueçam, estava uma sensação térmica de 50 graus!) acabamos por encurtar o dia para voltarmos ao hotel e descansarmos (e darmos um mergulho na piscina!).

Aqui vai o roteiro que fizemos

– Palácio Real – acabamos por não entrar porque estava fechado por causa da coroação do rei. Dentro do palácio existem várias coisas a ver incluindo o templo do budha de esmeralda e o palácio em si. Atenção que é preciso ter os ombros e os joelhos cobertos mas não pode ser apenas com echarpe, tem de ser mesmo calças/saia e t-shirt. É muito normal existirem aqui tentativas de locais enganarem turistas a dizerem que o palácio está fechado. Ignorem, o palácio está quase sempre aberto. A entrada fica virada para a praça Sanam Luang

20190504_110418.jpg

– Wat Pho – este complexo de templos merece ser explorado com calma. Lá dentro podem encontrar o maior budha deitado do mundo.

– Wat Arun Ratchawararam – para chegarem a este templo têm de apanhar um barco para o outro lado do rio

– Rattanakosin Island – zona de templos

– Rua Khaosan – onde podem encontrar mercados noturnos

Há muito mais para explorar em Bangkok mas tal como disse no início do post só tínhamos um dia pelo que nos ficamos em explorar apenas a zona dos templos da cidade.

Viagens

Como ir do aeroporto de Bangkok até ao centro da cidade

Este post não vai ser muito longo, prometo. Quando pesquisamos como ir do aeroporto para o centro da cidade percebemos que tínhamos basicamente quatro hipoteses: taxi, Grab, partilhar uma Van ou transportes públicos. O primeiro pusemos de lado porque nao queríamos correr riscos de sermos enganados, o segundo soubemos quando estavamos no sul da tailândia que não inclui portagens e o terceiro não exploramos quando percebemos que transportes publicos eram super simples. Entre a cidade e o aeroporto podem encontrar o Airport Rail Link, uma espécie de metro de superficie que liga o aeroporto e o centro. Custa apenas 45 bahts por pessoa (se forem ate ao fim da linha) e acabam num sitio super central. A partir daí podem apanhar um autocarro até ou hotel que era o que pretendiamos fazer. Mas eu não me estava a sentir muito bem, estava com uns sintomas de gripe esquisitissimos, o autocarro nunca mais passava e decidimos então apanhar um Grab para fazer o resto do percurso até ao hotel. Mesmo com este contratempo acabamos por pagar menos de metade do que termos apanhado um táxi e perdemos menos tempo porque estava IMENSO trânsito na zona do aeroporto 😉

bangkok_airport_rail_link_map

 

 

Viagens

Tailândia – o itinerário

Embora já tenha feito um itinerário geral desta viagem (podem ver aqui ) a Tailândia foi um pouco mais complexa, daí um post com o itinerário que escolhemos neste país

Não importa quanto tempo estiverem na Tailândia, vão sempre pensar que podiam ter feito mais o local x ou o y. É um país lindíssimo (o que mais me surpreendeu dos 4 que visitamos nesta viagem) e o que mais senti que podia ter passado bem mais tempo.

No entanto a Tailândia tem um problema, as coisas são todas longe ou os transportes são lentos. Cada vez que mudamos de localização senti que perdemos um dia inteiro e para quem vai com tempo contado como nós não foi fácil. Assim sendo decidimos que iríamos escolher sítios como base e daí faríamos os tours que queríamos.

Outra dica, fiquem onde acharem que devem. Por exemplo uma grande amiga minha disse-me várias vezes para não ficar nas Phi Phi porque não valia a pena. Mas eu adorei e achei que iria perder muito se não tivesse lá ficado (desculpa S. 😆).

Assim sendo aqui vai o itinerário que escolhemos:

– dia 1: voo de Siem Reap (Cambodja) para Phuket. Marcamos uma Van do aeroporto para o porto e o barco para as Phi Phi com antecedência. Uma pequena dica: o nosso bilhete de barco dizia que só era válido para aquele horário específico mas na verdade chegamos lá cedo e deixaram-nos embarcar noutro barco mais cedo. Nesse dia não fizemos muito porque tivemos um problema com uma mala.

– Dia 2: dia de barco a volta das ilhas Phi Phi.

– Dia 3: de manhã fomos ao view point e a tarde apanhamos o barco para Ao Nang

– Dia 4: passeio para Hong Island

– Dia 5: passeio pelas 7 islands

– Dia 6: durante o dia descansamos no hotel e ao final do dia apanhamos um voo de Krabi para Bangkok

– Dia 7 e 8: visitamos Bangkok, o mercado flutuante e o mercado do comboio

– Dia 9: apanhamos voo de regresso para Londres

 

Viagens

Tailandia – impressoes

Escrevo este post no dia seguinte a termos chegado da Tailândia. Para mim posts de impressões tem de ser escritos logo, sob pena de os sentimentos se solidificarem, de esquecermos pormenores que acabam por se dissipar a medida que o tempo passa. Embora nos momentos seguintes as viagens não se tenha noção de quanto a viagem impactou a nossa vida e’ necessário registar logo os momentos.

A Tailândia foi muito mais do que estava a espera. Na verdade a Ásia e’ muito mais do que estou sempre a espera. São as pessoas, os ritmos, o clima, a comida. Tudo fica diferente. Durante toda esta viagem (em especial na Tailandia) acabamos por falar muito com portugueses e brasileiros. Se normalmente quando deteto algum português ou brasileiro digo olá e sigo, mas desta vez foi diferente. Um dos dias acabamos por ir jantar com um grupo de portugueses e brasileiros que conhecemos no cruzeiro que fizemos nesse dia. Eu acho que isto só acontece porque sentimos necessidade de reconectar de volta as nossas raízes. O que estamos a ver e vivenciar e’ tão diferente que existe a necessidade de reconectar com as nossas bases, os nossos pilares, a nossa normalidade…

Bem, por onde comecar, a zona de Krabi (onde fica Ao Nang, as ilhas Phi Phi e todas as outras ilhas que visitamos) e’ muito mais do que eu pensei. E’ de uma beleza natural linda, vegetacao densa e unica, ilhas únicas e magnificas. A lente da máquina não consegue nunca registar o que vimos e vivemos.

E por outro lado Bangkok. Em Bangkok tivemos sorte e azar. No fim de semana que estivemos em Bangkok foi a coroação do rei. Isso significou que a cidade estava limpíssima, cheia de flores por todo o lado e sem trânsito (e sem cheiros também!). Mas por outro lado significou que movimentarmo-nos na cidade era quase impossível porque as ruas principais estavam cortadas e o palacio real estava fechado. Eu acho que na verdade ganhamos com este acontecimento.

20190501_094918_2.jpg

Viagens

Sudoeste Asiático – Introdução e Itinerario

Esta serie de posts vai ser longa, provavelmente vai durar mais de dois meses, só para avisar 🙂 . Eu pessoalmente prefiro posts curtos e varios do que um longo que nunca vou ler 🙂

Programar uma viagem para esta parte do mundo nao e’ facil, principalmente quando temos pouco tempo. Assim sendo aqui ficam alguns fatores que tivemos em conta quando decidimos o itinerário:

  • Singapura e’ um hub para a viajar na Ásia, sabemos que mais tarde ou mais cedo vamos la voltar pelo que escolhemos não passar muito tempo
  • O objetivo de ir ao Vietname era ir a Ha Long Bay, pelo que não passamos muito tempo em Hanoi
  • No Cambodja apenas queríamos visitar os Templos de Angkor
  • Na Tailândia não queríamos mudar todos os dias de hotel pelo que dividimos o tempo por dois sitios (no sul). Tambem sabiamos que nao queriamos ir a Phuket pelo que apesar de utilizarmos o aeroporto nem la paramos
  • Bangkok também é um hub para viajar na Ásia, motivo pelo qual escolhemos passar apenas dois dias lá

Assim sendo aqui vai o itinerário:

18/04 – embarcamos as 21:35 de Londres para Singapura chegando no dia seguinte ao final do dia (voo direto com a British Airways)

20 e 21/04 – Singapura

22/04 – voamos para Hanoi de manha

tarde de 22 e manhã de 25 de Abril – Hanoi

23 e 24/04 – Cruzeiro na baía de Ha long.

25/04 – voamos para Siem Reap (Cambodja) ao final do dia

26 e 27/04 – Visitar templos de Angkor

28/04 – voamos para de Siem Reap para Phuket  bem cedo. Ficamos duas noites nas ilhas Phi Phi e 3 noites em Ao Nang.

03/05 – voamos de Krabi para Bangkok ao final do dia

4 e 5/04 – Bangkok

06/05 – voamos para Londres às 11:30 hora local chegando às 18:20 do mesmo dia.

Untitled.png