Viagens

Rhodes – Hotel Amphitriti

Ja referi no post sobre impressoes e custos que tenho uma colega apaixonada por Rhodes. Aquilo que sempre me fascinou foi o facto de ela falar sobre os funcionarios do hotel como se fossem uns primos afastados. Assim quando comecei a pesquisar hotel em Rhodes iria ficar num hotel com caracteristicas familiares. Nao estava interessada em luxo mas sim em alguem que me fizesse ficar em casa. Foi isso que sentimos no Hotel Amphitriti. Localizado em Phekos, uma vila que fez muito lembrar Albufeira (nao vou entrar em detalhes, os entededores entederao) este hotel fez-me sentir em casa diariamente. Com apenas 30 quartos sem duvida que vai ter um atendimento muito personalizado. Se decidir que nao quer sair do hotel (nao foi o nosso caso), tem o restaurante/bar do hotel que serve comida o dia inteiro. Decidimos aproveitar a piscina de manha e almocamos a maior parte dos dias no hotel, saindo apenas de tarde para ver outros pontos que queriamos conhecer na ilha.

Quarto

Vista do quarto sobre a piscina

Algumas das opcoes de almoco

Viagens

Rhodes – Custos e Impressoes

Um mes depois de o Reino Unido comecar a abrir as fronteiras resolvemos ir ate a Grecia. O cansaco acumulado deste ano tao complexo ja se mostrava ha muito e precisavamos de uma pausa. Tal como a maioria das viagens que iremos marcar este ano foi marcada muito em cima da hora. Depois do susto de termos uma viagem marcada para Espanha que apenas conseguimos desmarcar por muita SORTE decidimos que a partir de agora sera assim. O grande problema de marcar estas viagens a ultima da hora e’ nao poder pesquisar muito tal como gosto mas paciencia!

Ja nao iamos ha uns aninhos a Grecia. Provavelmente desde que fomos a Santorini e Myconos em 2017, pelo que ja merecia uma visita. A escolha dos destinos agora e’ baseada em dois e dois criterios apenas: preco e estarem na lista de paises que nao preciso de fazer qurentena a chegada.

Tenho uma colega que e’ apaixonada por Rhodes. Ja visita regularmente a ilha ha provavelmente 10 anos sem falhar um unico ano pelo que me socorri a ela uma vez que nao tinha muito tempo para pesquisar.

Impressoes sobre a ilha? Das 4 que ja visitamos foi provavelmente a que menos adorei. Nao que nao tenha gostado, nada disso! Mas simplesmente nao me deslumbrou! Nao repetiria a nao ser pela simpatia das pessoas que isso sim, foram as mais simpaticas que ja encontrei em toda a Grecia.

Esta viagem aconteceu no inicio de Agosto, no entanto tendo em conta a situacao mundial encontramos uma ilha muito vazia. Nao foi necessario fazer reservas em nenhum restaurante, o nosso hotel estava a cerca de 20% da capacidade, praias bastante desertas, estacionamento em todo o lado. Se por um lado agradecemos e sentimo-nos super seguros em todo o lado (Covids…) por outro lado deu pena e medo do futuro! Foi a primeira vez que senti que de facto temos de nos preparar para a crise mundial que vem ai.

Vamos entao aos custos!

Voos: £87.56 (para os dois)

Parque: £42.49

Carro: £75

Hotel: £330 (para os dois) por 5 dias/4 noites

Almocos/Jantares: £216.2

Museus: £29

Combustivel: £30

Outros: £11.5

Total: £821.75 para os dois / £410.88 por pessoa / £82.18 por pessoa por dia

Viagens

Cotswolds – Onde ficar!

Quando decidimos fazer esta viagem tinhamos algumas restricoes em relacao ao alojamento: queriamos algo que tivesse cozinha, para nao termos de contactar com muita gente e algo central. Nao havia muitas hipoteses, nao se esquecam que marcamos isto ainda antes do inicio do desconfinamento pelo que imensas opcoes nao estavam ainda a aceitar reservas.

A nossa escolha caiu sobre o The Old Fleece. Estes apartamentos estao localizados por cima de um pub e junto a uma estrada movimentada, tenha isto em atencao se decidir seguir a dica, mas nos gostamos bastante. Super bem decorado, super cozy, foi mesmo agradavel (exceto a cama, mas pode estar relacionado com um problema de costas que estava a ter na altura).

Pagamos na altura cerca de £100 por noite o que foi bastante aceitavel por um apartamento com um quarto.

Viagens

Cotswolds – O que visitar

Tres dias dao uma boa ideia geral das Cotswolds. Como em tudo nunca esperem ver TODOS os pontos num tao curto espaco de tempo mas nao era o nosso objetivo.

Aqui fica um resumo dos pontos que visitamos

  • Torre de Broadway – Sempre que pesquisar sobre as Cotswolds vai ver uma foto desta torre. Nos optamos por fazer um hiking que incluia passar na torre logo no primeiro dia.

2020-07-10 15.56.12

  • Arlington Row em Bibury – uma rua bem fofinha com as casas tipicas das Cotswolds. Para a encontrar e’ super facil, basta seguir os turistas todos

20200711_181525

  • Bourton-on-the-Water
  • Stow-on-the-Wold

2020-07-11 17.04.34-1_2020-07-11 17.04.40-1_0000

  • Gloucester
    • The Docks
    • Catedral de Gloucester

2020-07-12 11.44.32_2

Viagens

Como conseguir uns descontos extra nas suas viagens

Bem sei que muitos de nos nao estao a viajar mas um dia voltarao certamente e espero que em breve pelo que queria deixar aqui algumas dicas resumidas. Ja falei sobre elas com bastante detalhe noutros posts mas entretanto encontrei novas formas de poupar que queria partilhar por aqui:

  • Em sites como o Hoppa em vez de marcar logo peca para lhe enviarem um email com o orcamento. Existe a possibilidade de lhe enviarem depois um desconto

Capture

Capture2

  • Pesquise pelo nome da marca e coupon code ou promotional code
  • Pesquise pelo nome do seu hotel no google, o google mostra o preco em varios sites de reservas

Capture3

  • Use sites como o Quidco e o Top Cashback. Ja consegui poupar centenas de euros nest tipo de sites!
  • Quando alugar carro pesquise por agregadores de preco e em varios agregadores. Nos normalmente usamos o autoeurope e o rentalcars mas tambem ja reservamos atraves do kayka por exemplo
  • Quando reservar voo veja se nao compensa comprar atraves de um terceiro site em vez das companhias aereas. Mas atencao compre APENAS em sites conhecidos para nao ser enganado

Capture4

 

Mais alguma sugestao?

Viagens

Cotswolds – Hiking

Se ha coisa que o Reino Unido e’ conhecido e’ pelo hiking. Nao ha nenhum ingles que eu conheca que nao pratice, mais ou menos assiduamente esta modalidade. Se por um lado e’ pelo exercicio, por outro porque te permite estar em contacto mais proximo com a natureza.

Quando comecei a pesquisar sobre as Cotswolds percebi que existia um dos caminhos mais conhecidos de hiking do pais, o Cotswolds Way. Assim, decidimos logo que iriamos fazer algumas caminhadas. Infelizmente nao pudemos fazer tantas como gostariamos apenas porque eu tive um problema de costas. No entanto aqui ficam algumas dicas:

  • Se estiver de carro pode escolher uma trilha circular. Embora estas nao sejam tao comuns assim e’ possivel e assim nao tem de se preocupar em encontrar alternativas
  • Dependendo do trajeto va mais ou menos preparada. No nosso caso todos os caminhos que fizemos foram de 2/3 horas e ficavam perto de vilas pelo que decidimos apenas levar agua e comida
  • Vai atravessar muitos portoes. No Reino Unido existe uma coisa que se chama o direito de passagem. Assim, todos os terrenos agricolas tem de ter uma forma de as pessoas poderem atravessa-los se assim o desejarem. As principais dicas em relacao a isto sao ter cuidado para nao estragar plantacoes e deixar SEMPRE os portoes fechados

No nosso caso escolhemos 3 caminhos circulares e que pudessem ser feitos no maximo em 3 horas. O nosso preferido foi o “Broadway and the Tower” pois passava no principal monumento desta zona, a torre Broadway.

O meu sitio preferido para encontrar trilhas e’ o site National Trails.

Viagens

Cotswolds – algumas dicas

Recomeçaram as viagens, yeahh!

No início de julho o governo britânico reabriu devagarinho a possibilidade de turismo interno. Nós decidimos fazer um fim de semana prolongado. Os únicos critérios eram que fosse uma zona do reino unido que nunca tivéssemos visitado e que não tivéssemos de viajar mais do que umas duas a três horas. Foi assim que dá decisão caiu em visitar as Cotswolds.

Para quem não sabe as Cotswolds são uma região sudoeste do Reino Unido. A cerca de umas duas horas do centro de Londres está região situada entre Bath e Gloucester e alberga paisagens naturais únicas, vilarejos do mais típico que podem imaginar e tem possibilidade de hiking quase ilimitadas. A Costwolds Way é uma das caminhadas mais conhecidas do país e é conhecida pelas suas vistas lindas!

Desta vez não fiz o registo dos custos (Shame on me!) mas posso deixar algumas dicas para ajudar a programar uma visita a esta zona:

– escolham uma base no centro da regiao para dormir. Embora a região seja extensa no máximo numa hora estão em qualquer ponta das Cotswolds se escolherem um alojamento na zona centro. No nosso caso ficamos em Stroud

– as melhores alturas para visitar são provavelmente julho e agosto uma vez que os campos de lavanda estão abertos a visitantes.

– há zonas que têm muitos turistas, o que arrepia muito em termos de Covid hoje em dia

– se optarem por fazer hiking (que recomendo muito!) sugiro que escolham algum que passe por um monumento histórico para terem um objetivo concreto e aproveitarem o tempo

– 3 dias são suficientes para conhecerem a zona, 4 se quiserem aproveitar para conhecer Bath. Isto para o caso de quererem fazer com calma, se não tiverem muito tempo da para concentrar em dois dias, basta não fazerem caminhadas 🙂

– a zona não é muito cara comparada com outras zona do reino unido, como Londres, a Cornualha ou mesmo o norte de Inglaterra. Uma refeição em média ficou-nos por cerca de £20, o apartamento onde ficamos custou cerca de £100 por noite.

 

 

Viagens

Reykjavik

Vou ser sincera, nao venham a Islandia de proposito para ir a Reykjavik. A cidade e’ minuscula e sem grandes pontos de interesse. No entanto decidimos reservar umas horas livres para explorar a cidade.

Igreja Hallgrímskirkja

Centro de Conferencias

2016-02-21 12.27.19

“The Sun Voyager”

2016-02-21 12.45.57

Claro que vale muito a pena passear nas ruas, entrar nas lojinhas mas nao me queria alongar.

Aqui termino esta serie de posts sobre a Islandia com a promessa de voltar num Verao para ver o outro lado do pais.

Viagens

Auroras Boreais na Islandia

Esta viagem foi marcada com o objetivo de assinalar o aniversario de uma querida amiga. Quando comecamos a combinar o que queriamos fazer sabiamos que nao queriamos de todo falhar tres coisas: ver Geysers, ir a Blue Lagoon e ver as Northern Lights.

Resolvemos marcar uma visita mas infelizmente nao estava muito forte. Se fosse hoje tinha provavelmente arranjado uma app que me dissesse onde havia auroras boreais mas como nao sabiamos fizemos num tour.

Se valeu a pena? SEM DUVIDA! Se vi muita coisa? Nem por isso. Se estava frio? Imaginem a Islandia a meia noite em Fevereiro… Pois….

2016-02-21 21.14.21

Viagens

Islandia – Blue Lagoon

Aqui estava mais um ponto que estava na lista que queriamos fazer: a blue lagoon.

Sou sincera, ate a nossa amiga mencionar nunca tinha ouvido falar na blue lagoon. Nada, nadica de nada… Mas la pesquisei e percebi que este complexo (construido artificialmente) e’ nada mais, nada menos do que o SPA a ceu aberto.

Aconselho muito que visitem, principalmente durante o inverno e’ uma experiencia do outro mundo. Imaginem estar de fato de banho uma piscina a ceu aberto com -15 graus onde ate os salva vidas estao encasacados?

Deixo aqui algums dicas:

  • Convem marcar com antecedencia, podem faze-lo no site
  • A partir do momento que se entra podem ficar o tempo que quiserem!
  • O cabelo convem estar atado no topo da cabeca e convem passar mascara antes porque a agua da piscina arruina muito o cabelo!
  • O preco do bilhete inclui uma bebida num dos bares, nem precisam de sair da piscina! Cuidado se tiverem pressao baixa, o J.  nao se deu bem com beber algo fresco dentro de uma piscina a ferver
  • O complexo tem uma serie de cascatas, saunas e espacos engracados de explorar