Viagens

Reykjavik

Vou ser sincera, nao venham a Islandia de proposito para ir a Reykjavik. A cidade e’ minuscula e sem grandes pontos de interesse. No entanto decidimos reservar umas horas livres para explorar a cidade.

Igreja Hallgrímskirkja

Centro de Conferencias

2016-02-21 12.27.19

“The Sun Voyager”

2016-02-21 12.45.57

Claro que vale muito a pena passear nas ruas, entrar nas lojinhas mas nao me queria alongar.

Aqui termino esta serie de posts sobre a Islandia com a promessa de voltar num Verao para ver o outro lado do pais.

Viagens

Auroras Boreais na Islandia

Esta viagem foi marcada com o objetivo de assinalar o aniversario de uma querida amiga. Quando comecamos a combinar o que queriamos fazer sabiamos que nao queriamos de todo falhar tres coisas: ver Geysers, ir a Blue Lagoon e ver as Northern Lights.

Resolvemos marcar uma visita mas infelizmente nao estava muito forte. Se fosse hoje tinha provavelmente arranjado uma app que me dissesse onde havia auroras boreais mas como nao sabiamos fizemos num tour.

Se valeu a pena? SEM DUVIDA! Se vi muita coisa? Nem por isso. Se estava frio? Imaginem a Islandia a meia noite em Fevereiro… Pois….

2016-02-21 21.14.21

Viagens

Islandia – Blue Lagoon

Aqui estava mais um ponto que estava na lista que queriamos fazer: a blue lagoon.

Sou sincera, ate a nossa amiga mencionar nunca tinha ouvido falar na blue lagoon. Nada, nadica de nada… Mas la pesquisei e percebi que este complexo (construido artificialmente) e’ nada mais, nada menos do que o SPA a ceu aberto.

Aconselho muito que visitem, principalmente durante o inverno e’ uma experiencia do outro mundo. Imaginem estar de fato de banho uma piscina a ceu aberto com -15 graus onde ate os salva vidas estao encasacados?

Deixo aqui algums dicas:

  • Convem marcar com antecedencia, podem faze-lo no site
  • A partir do momento que se entra podem ficar o tempo que quiserem!
  • O cabelo convem estar atado no topo da cabeca e convem passar mascara antes porque a agua da piscina arruina muito o cabelo!
  • O preco do bilhete inclui uma bebida num dos bares, nem precisam de sair da piscina! Cuidado se tiverem pressao baixa, o J.  nao se deu bem com beber algo fresco dentro de uma piscina a ferver
  • O complexo tem uma serie de cascatas, saunas e espacos engracados de explorar
Viagens

Circulo Dourado

Quando nao se tem muito tempo numa viagem a Islandia o circuito sugerido e’ o Circulo Dourado. Este trajeto pode ser feito em um ou dois dias e e’ um otimo resumo do que se pode encontrar na ilha.

Como nos nao tinhamos muito tempo foi o que optamos por fazer. Infelizmente nao conseguimos fazer tudo porque apanhamos uma tempestade de neve a meio e tivemos de regressar para tras e fazer o caminho oposto para ver os restantes pontos.

golden-circle-map-extreme

Os principais pontos do circulo dourado sao 3:

  • Parque Nacional Thingvellir

2016-02-20 10.36.31

  • Geysers
  • Cascata Gullfoss.

2016-02-20 16.08.35

No entanto ha muito mais para descobrir neste circuito:

  • Cratera Kerið

2016-02-20 12.34.12-2016-02-20 12.34.22_0000 (1)

  • Banho Geotermais Fontana
  • Glaciar Langjökull
  • Sólheimar
  • Skálholt

2016-02-20 10.34.24-2016-02-20 10.34.35_0000

So uma nota final. Fomos em Fevereiro, estava MUITO frio!! Entre -10 e -20 graus, motivo pelo qual as fotos possiveis com pessoas ficaram assim…

 

 

 

Viagens

Islandia – Impressoes e Custos

Chegou a altura de regressar ao passado. Infelizmente a viagem a Albania foi a ultima que conseguimos fazer. Tinhamos planeado revisitar a Madeira, ir a Bali, China e Filipinas mas todos esses planos foram cancelados pelo coronavirus.

2016 foi o ano de festejar a entrada na nova decada e como tal fizemos algumas viagens com amigos, uma das quais a Islandia.

Nenhuma visita a Islandia fica completa sem ir pelo menos duas vezes ao pais. Uma durante o inverno, para experienciar o gelo sem fim, as auroras boreais, cascatas congeladas e os dias bem curtos e outra no Verao, para experienciar o sol da meia noite, ver os lagos, os campos verdejantes e o que esta por baixo daquele gelo todo.

Nos apenas fizemos a visita de Inverno pelo que espero um dia regressar durante o Verao.

Impressoes sobre a Islandia? Quando aterramos sentimos que estamos noutro planeta… Toda aquela imensidao, o silencio, as estradas sem fim… O unico arrependimento foi mesmo termos ficado tao pouco tempo, so ficamos 3 noites/2 dias… Por outro lado e’ um pais caro. Mas caro mesmo, o pais mais caro para onde ja viajei. Tao caro que recomendo que as pessoas levem uma mala com algumas comidas instantaneas se nao querem rebentar a conta… Para terem ideia pagamos £50 por 4 bebidas num pub e £15 por pessoa num subway!

Vamos entao aos custos… Infelizmente nao tenho todos mas tenho os principais:

Voos: Ida com a Easyjet, regresso com (a falecida WOW) – £298 para os dois

Alojamento (Airbnb): £236 para os quatro

Blue Lagoon: £80 para os dois

Carro: £68 para os quatro

Tour Northen Lights: £70 para os dois

Total por pessoa excluindo custos no local: £300

2016-02-20 10.34.24-2016-02-20 10.34.35_0000

 

Viagens

Albânia e Comida

Não creio ser nenhum segredo por aqui que comida é uma parte MUITO importante da minha vida. Ultimamente tenho tido o cuidado de pesquisar com antecedência quais são os pratos típicos de determinado país e restaurantes típicos para não perder nada!

Na verdade na Albânia tivemos 3 refeições: almoço e jantar de sábado e almoço de domingo. Dividimo-nos então por três restaurantes de forma a cobrir todos os possíveis campos: dois restaurantes típicos albaneses e um restaurante de peixe (mais porque eu e o J. temos muitas saudades de peixe).

No sábado almoçamos por Berat, num restaurante dentro do castelo. Sem pesquisas previas ou recomendações. Olhamos para o menu e vimos que tinha pratos típicos que queríamos experimentar e entramos. Acabamos por pedir um “mixed plate” que foi a melhor decisão porque tivemos oportunidade de experimentar uma série de pratos típicos albaneses como Byrek e Speça me gjize entre outros. Recomendo mesmo! Ah, pagamos 2000Lek/€16.5/£14 para os dois.

A noite resolvemos ir a um dos restaurantes mais bem cotados de peixe em Tirana, o Markata e Peshkut. Eu comi um linguini com frutos do mar e o João uma dourada… Problema deste sítio? Pagamos mais de 20 euros por uma garrafa de vinho e mais 20 por uma dourada para uma pessoa… Por isso recomendo que vão mas só peçam pratos ou bebidas que venham escritas no menu, ou correm o risco de serem roubados!!

Finalmente para o último dia decidimos experimentar um restaurante super recomendado como sendo o típico albanês, o Oda. De facto quando entramos percebemos que de turístico nada tinha. As salas eram frias e decoradas de forma muito simples. A casa de banho era no exterior e consistia num buraco no chão (estilo turco)… Apesar do choque recomendo MUITO! É dificil dar com ele porque não é na rua principal (ver foto abaixo). Tanto eu como o João escolhemos pratos típicos. Eu comi vegetariano porque a maioria dos pratos tinham cordeiro que não aprecio. Não tiramos fotos de todos os pratos mas como bônus temos foto do menu 😉 Curiosamente custou exatamente o mesmo que pagamos no almoço do dia anterior, 2000Lek/€16.5/£14 para os dois!

Viagens

Tirana

Ja disse por aqui varias vezes que quando saimos do circuito das “cidades” grandes comeca a ser repetitivo. E nao so e’ repetitivo como nao ha muito para ver. Tirana e’ exatamente assim! Nao ha muitas igrejas porque foram quase todas demolidas durante as decadas de comunismo, nao ha grande arquitetura, mas vale sempre a pena dar um passeio. No nosso caso decidimos fazer o free tour, que valeu muito a pena. Durante 3 horas percorremos as ruas de Tirana e aprendemos muito sobre os anos do comunismo, o isolamento da Albania do resto do mundo, a recuperacao dos anos perdidos, a reconstrucao do pais, o investimento externo e o apoio da Uniao Europeia.

Nao vou entrar em detalhes sobre a historia porque sei que vou fazer asneira. No entanto fica aqui o roteiro:

O tour comeca mesmo em frente a Opera, na Praça Skanderbeg.

20200126_135342~2.jpg

Depois visitamos o Bunker (onde podem aprender mais sobre a Albania durante os anos do comunismo) e passamos junto a um museu coberto por uma instalacao artistica de gosto questionavel (peco desculpa, nao encontro o nome!)

2020-01-26 14.42.02-1-2020-01-26 14.42.08-1_0000.jpg

20200126_144944~2.jpg

Mesmo pertinho deste museu passamos pela Mesquita Et’hem Bej (ainda em construcao).

20200126_154211~2.jpg

A atracao mais conhecida da cidade chama-se piramide. Nada mais e’ do que um edificio abandonado onde os mais jovens se juntam para conviverem e subirem o edificio. Nos anos 90 albergava duas discotecas que fecharam ha muito.

2020-01-26 16.04.12-1-2020-01-26 16.04.16-1_0000.jpg

Pela cidade podem descobrir varias instalacoes artisticas, incluindo a “nuvem”.

20200126_145005~2.jpg

Finalmente paramos na igreja S. Paulo, que embora de arquitetura moderna, vale muito a pena entrar

Existem outros pontos na cidade como a torre do relogio mas nem sequer tiramos fotos…

20200126_164500~2.jpg

Aqui fica um mapa com os principais pontos e restaurantes.

Viagens

Berat e Apolonnia – dicas de como poupar MUITO neste tour!

Quando comecei a programar esta viagem percebi rapidamente que queria ir a Berat e a Apolonnia. Depois de pesquisar um pouco encontrei duas ou três empresas que faziam este passeio. Problema?? Custavam SESSENTA euros por pessoa. Não leram mal, sessenta! Para nós os dois ia custar 120 euros, tanto quanto o voo e o hotel juntos. De loucos! Continuei a pesquisar e percebi que havia uma maneira bem mais simples e económica para conseguirmos fazer este tour: alugar um carro!

Conduzir na Albânia tem as suas lendas. Não só só conheço uma pessoa pessoalmente que tenha visitado a Albânia como essa pessoa teve uma má experiência a conduzir. Tudo a ajudar portanto. Mas decidimos ignorar essas lendas e fazermos nós esse passeio.

O passeio a Berat inclui a visita as igrejas, cujo guia tem as chaves para entrar nestas igrejas. Aquilo que a maioria das pessoas não sabem é que estas igrejas estão abertas ao público todos os dias entre as 8 e as 10 de manhã e entre as 3 e as 5 a tarde. Assim, mesmo sem guia é possível entrar nestes sítios. O castelo de Berat (visita imprescindível!) também pode pagar na entrada e o mesmo no complexo de Apolonni!

Tem de sair bem cedinho de Tirana (ou pernoitar em Berat) mas vale MUITO a pena!

Aqui vai a minha sugestão de horas para conseguir fazer este passeio

06:00 – Sair de Tirana. Vai demorar cerca de 2 horas até chegar a Berat.
08:00 – Chegada a Berat, visita as igrejas da vila
10:00 – Ida para o castelo de Berat (leve o carro!)
12:00 – Almoço no castelo – recomendo que peçam o mixed plate no Onufri, têm uma variedade de vários pratos albaneses por 1500Lek/£10
13:00 – saída para Apolonnia (demorarão cerca de 1 hora)
14:00 – chegada a Apolonnia. No inverno fecha às 16h, no verão fecha às 18h.

Quando terminarem têm mais duas horas de carro até Tirana.

E então quanto ficou o tour feito por nós mesmos?

Carro – £12.62 aos quais ainda temos de tirar o visto que iríamos ter se tivéssemos de apanhar o autocarro do aeroporto até ao centro da cidade de Tirana – 300 Lek/trajeto/pessoa = 1200 Lek = £8. Ou seja o carro ficou por £4.62
Combustível – 3500 Lek/£23.33
Entrada no castelo – 600 Lek / £4 para os dois
Entrada em Apolonnia – 2000 Lek / £13.33 para os dois

Total: £57.87 /€68.62

Sendo que iríamos pagar 120 euros conseguimos poupar quase METADE do valor que nos pediram!

20200125_112100.jpg

20200125_161359.jpg

Uncategorized, Viagens

Berat e Apolonnia

Já tinha lido há uns anos a visita que a Dri Everywhere tinha feito à Albânia em que tinha visitado Berat e quando comprei o guia da Albânia e vi que a imagem de capa era de Berat decidi logo que tinha de incluir uma visita a este lugar! Quando pesquisei tours vi que Apolonnia era sempre incluído pelo que ficou decidido ir aos dois.

Berat é conhecida como a cidade das janelas. É impossível não ficar a olhar embasbacados da outra margem do rio sem tentar perceber o que se passou por ali.

Apesar de turística na verdade não vimos assim tantos turistas (mas nós fomos em Janeiro…) pelo que sentimos que de facto foi uma experiência autêntica. Na verdade não há muito para ver na cidade para além de procurar a melhor perspectiva para a fotografar.

No entanto, mesmo em frente há um castelo. Mesmo em frente no mapa porque na verdade é bem no topo de uma colina. Lá dentro tem imensas lojas, restaurantes, ruínas e uma vista bem interessante sobre Berat que valeu muito a pena.

Nota: nós decidimos conduzir até Berat e Apolonnia em vez de marcar uma tour apenas porque achamos o preço um exagero. Podem ver como fizemos aqui. Almoçamos com imensa calma, passeamos até termos a certeza que estava tudo visto, tudo com calma.

Quando achamos que estava tudo visto pusemo-nos a caminho de Apolonnia. Todas as informações que encontramos dizia que fechava as 17 no inverno mas estava errado, na verdade fechava as 16. Quando lá chegamos batemos com a cabeça na porta e ficamos tristíssimos. No entanto quando estávamos a caminhar para o carro o guarda chamou-nos e deixou-nos ver as ruínas sem mais ninguém! Não estávamos a acreditar na nossa sorte! E quando acabamos ainda nos abriu a porta do museu, da igreja e da torre!!! Muito surreal de tão fantástico!!!! E então o que é Apolonnia? Apollonia e’ uma cidade ancestral grega. No local ainda e’ possivel visitar as ruinas e o museu que valem a pena qb. Nao estamos a falar de uma acropole em Atenas mas tendo em conta a dimensao do pais e’ bastante interessante.

 

 

Viagens

Albânia – Impressões e custos

Esta série de posts já estava escrita e agendada para aparecer em março. Mas entretanto entramos em quarentena e decidir tirar quaisquer posts relacionados com viagens em concreto porque achei que não era o momento necessário. Mas tive algumas pessoas que me contactaram e pediram para continuar. Por isso fica aqui a nota, estes posts não têm como intuito instigar a compra de viagens mas sim dar-nos esperança que um dia vamos voltar à vida que tanto amávamos. Éramos tão felizes e sabíamos!

Não me recordo de uma viagem desde setembro sem um belo de um drama (nota da Joana do presente – dramas?? Mal sabia o que vinha aí)! Têm sido tantos ultimamente que já virou piada na família! Viagens canceladas por extremo cansaço, viagens canceladas por falecimento de familiares, aterragens canceladas mal toca na pista, aviões desviados para um aeroporto a 6 horas de carro do destino final, temos de tudo um pouco! E esta viagem não foi diferente! Mas antes que pense que me estou a queixar não estou, já nos rimos quando isto acontece… Nesta viagem o dito drama foi mesmo antes de descolarmos. O J. dormia profundamente, eu estava acordada mas estava a ver um filme e reparo que estava TODA a gente a olhar para a parte de trás do avião. Tiro os headphones e começo a ouvir berros descontrolados… Depois de uns minutos alguém nos vem esclarecer que estavam a deportar alguém para a Albânia e que esta pessoa estava a fazer uma cena porque achava que assim o avião não levantava voo. A tripulação estava claramente nervosa, os passageiros super afetados (eu inclusive) mas verdade seja dita, mas o avião chegou a pista a tal pessoa calou-se e não abriu mais a boca a viagem inteira. Sou sincera, fiquei com imensa pena e decidi que de facto este ano tenho de pedir a nacionalidade inglesa. Bem sei que já tenho o meu settlement status aprovado há um ano mas não custa nada (ou melhor custa, £2000) ficar com a situação da nacionalidade resolvida… Quando tiver a situação resolvida prometo que escrevo um post sobre isso mas vai demorar alguns meses porque agora tenho demasiada coisa na minha vida…

Mas tirando este incidente a impressão que tivemos da Albânia e dos Albaneses foi incrível! Vi uma generosidade enorme, desde o segurança que nos deixou entrar em Apolonnia e não cobrou bilhete quando nós chegamos tarde e já estava tudo fechado (sim, tivemos a zona só para nós!), o rapaz do hotel que saiu do hotel para nos encontrar um sítio para imprimirmos os nossos boarding pass, pagou pela impressão e não queria aceitar que pagassemos (apesar de ganhar 10 euros por dia e trabalhar 7 dias por semana!).

Algumas dicas rápidas sobre a Albânia:

– No aeroporto é possível levantar dinheiro nos multibancos sem pagar taxas
– Em alguns sítios deixam pagar com euros, no Bunker 2 por exemplo como não tínhamos Lek nem aceitavam cartão pagamos com euros
– Há muitos sítios que não aceitam pagamento por cartão, é importante ter dinheiro
– Não é possível trocar dinheiro antes de entrar no país.
– Se quiser ir a Berat e Apolonnia e não quiser pagar o baluridios dos tours alugue um carro
– A comida Albanesa é óptima mas um pouco pesada

E, como sempre, aqui vão os custos:

– Voos £43.96 / €52.76 para os dois (não é erro, é mesmo fruto de MUITA pesquisa)
– Parque £46 / €55.2 (como íamos chegar tarde optamos por um parque mais próximo)
– Hotel £50.6 / €60 por duas noites para os dois com pequeno almoço e parque
– Carro £12.62 / €15.14 por dois dias. Não é indispensável mas foi importante para conseguirmos poupar na visita a Apolonnia e Berat (haverá post a parte para isto)
– Comida: 13180 Lek / £88 / €105.6
– Entradas em monumentos / visitas: 3260 Lek / £21.73 / €26.1
– Souvenirs: £5.54 / €6.5
– Combustível: 3500 Lek / £23.33 / €28
– Outros: 1940 Lek / £12.93 / €15.51

Total:

Em libras – £303.75 para os dois, £76 por dia por pessoa, nada mau!!
Em euros – €364.5 para os dois, €91.12 por dia por pessoa!

20200125_112100