Dia a Dia

Resoluções de ano novo

No ano passado foi a primeira vez que não me esqueci 5 minutos depois que resoluções de ano novo tinha feito. Aqui que o facto de ter escrito aqui sobre elas ajudou a querer cumpri-las.

E, como tal, decidi escrever também para 2020. Que ano tao redondinho, vamos la aproveita-lo bem!

  • Escrever duas vezes por semana aqui no blog – inicialmente escrevia apenas duas vezes mas chegou a uma altura que tinha tanto para escrever que decidi passar a tres. Isso coincidiu com uma altura da minha vida que tinha mais tempo disponível ao final do dia mas ja nao acontece agora. Foi dificil nos ultimos meses manter o ritmo de 3 posts por semana pelo que vou reduzir. Se for necessario aumento mas o compromisso sera mesmo so 2.
  • Viajar menos – eu sei que falhei redondamente este objetivo no ano passado mas eu ja nao tenho 20 anos e ja custa recuperar de uma noite mal dormida. Assim fica aqui como objectivo nunca viajar dois fins de semana seguidos (embora já saiba que em abril vá falhar mas não posso faltar ao aniversário da minha irmã que faz 20 anos este ano (20 mais IVA, IRS, imposto de luxo, IMI, taxas alfandegárias e sabe lá mais o quê – não estou autorizada a divulgar a idade da minha irmã!))
  • Fazer exercicio duas vezes por semana – a partir de Agosto aumentei a frequencia para duas vezes por semana mas a partir de Outubro baldei-me muitas vezes por causa de visitas, viagens e trabalho (e porque sou preguiçosa!)
  • Trabalhar ainda mais – não em horas porque quero continuar a sair cedo mas 2020 promete em termos profissionais. Procrastinar menos basicamente!
  • Continuar a tocar piano – em 2019 resolvi começar a tocar piano (tenho base de formação em órgão) e relembrou-me o quanto amo tocar!
  • Perder peso (sempre aqui!)
  • Continuar a estreitar laços com as pessoas! Preciso das pessoas que amo a minha volta, quero continuar a estar aqui para elas como elas estão para mim! 2019 mostrou-me que as pessoas são muito importantes para mim, não importa há quanto tempo estão na minha vida…

Por fim queria agradecer muito a quem veio aqui visitar, comentar, quem enviou emails. Este blog recebeu quatro vezes mais visitas em 2019 face ao ano anterior. Como sabem este blog é apenas um hobby. Jamais aceitei algum tipo de oferta, colaboração, desconto, pelo que todos os posts são a minha opinião 100% sincera. Obrigada a quem teve paciência para acompanhar.

Dia a Dia

2019 em revista

Lembram-se de ter dito que queria menos? Menos viagens, menos cansaço, mais tempo em casa? Pois bem, esse plano saiu completamente ao contrário. Viajamos mais este ano, passamos ainda mais tempo fora de casa.

Janeiro

Começamos o ano com uma semana completamente desligados do mundo. O meu último semestre do ano é sempre o caos no trabalho e o ano passado foi um ano de esforço redobrado para o J. que foi promovido pelo que estávamos mesmo a precisar desta pausa.

20190120_094515.JPG

Uma semana e pouco depois eu voei a trabalho para Belfast numa viagem que emendei com uma ida a Portugal para ver a minha melhor amiga grávida antes de ter a A.

20190130_095412.jpg
Viagens a trabalho nunca dão grandes fotos!

Fevereiro

Rumamos ao sul de França e ao Mónaco para uns dias de sol e muita vitamina D.

20190215_125420.jpg

Março

Depois de um fim de semana em familia, voltamos ao sul da Europa mas desta vez para uma viagem a Itália e a São Marino

Abril

Fizemos a viagem do ano ao sudeste asiático onde visitamos Singapura, Vietname, Cambodja e a Tailândia.

Maio

Voltamos a Portugal para visitar bebés de amigos e fomos com os primos do J. a Normandia.

Junho

Fiz uma viagem com uma amiga até às ilha do Sal em cabo verde e menos de 48 horas depois de regressar fui com o J. para Istambul.

Julho

Tecnicamente a viagem de Istambul estendeu-se até Julho mas tirando isso não viajamos para mais lado nenhum. Por outro lado o tempo no reino unido esteve óptimo pelo que aproveitamos o nosso jardim como nunca!

Agosto

Passamos grande parte do mês sem viajar mas no fim de semana prolongado fomos até a Alemanha.

Setembro

A loucura das viagens recomeçou. Começamos por uma viagem a Sicília, seguida Portugal e acabamos por cancelar a viagem ao Kosovo e a Macedónia porque ficamos exaustos. Arrependimento zero, serviu de lição.

Outubro

Mais uma viagem a Portugal e uma visita a Alemanha para estarmos com os primos do J. que moram neste país

Novembro

Uma ida a Portugal para festejar o Natal mais cedo uma vez que o meu pai não passou o natal em Portugal. Este ano não tivemos viagem aos mercados de Natal porque tivemos um imprevisto familiar que nos fez cancelar esta viagem e voar até Portugal.

Dezembro

Este ano tivemos a sorte de conseguir tirar uma semana no Natal e rumamos claro, a Portugal!

FB_IMG_1572768255446

(Imagem de 2018)

Voos: 38 voos! Sim, batemos o record…

Kms percorridos de avião: 87375 (+35% do que em 2018)

Países visitados: 18

Continentes Visitados: 4

Noites fora de casa: mais de 70 (começo a perceber porque é que a nossa gata se queixa)

Novos países visitados: 9 (Cuba, Mónaco, São Marino, Singapura, Vietname, Cambodja, Tailândia, Cabo Verde e Turquia)

Total de países visitados acumulado: 54, but who is counting, right?

 

 

Dia a Dia

E quando os amigos saem do Reino Unido?

Aqui está algo que nunca pensei escrever. Quando nos mudamos para o reino unido tivemos imensos amigos que se mudaram. Uns regressaram pouco tempo depois mas a maioria ficou. Mas 2019 foi o ano de dizer adeus a alguns amigos. Alguns mudaram para Portugal porque a família estava a aumentar, outros para outros países porque receberam propostas irrecusáveis.

E sou sincera, fiquei de coração partido. Chorei pelas duas partidas, destroçaram-me o coração, mas não sou ninguém para lhes pedir que fiquem. A vida continua e sei que se todos quisermos, vão continuar bem próximos do meu coração. Mas custa, se custa caramba! E não, não tenho truques para saber lidar com a partida, apenas sei que apenas posso dar força, um abraço apertado e estar cá para eles.

Quando se decide mudar de país os amigos viram a família que não temos aqui. São quem se liga quando temos um dia daqueles e precisamos de sair, são quem se liga quando os filhos ficam doentes e não conseguem sair de casa para ir buscar aquele medicamento, que vai buscar os miúdos a escola quando algo acontece. Temos uma sorte infinita de termos feito e fortalecido aqui amizades muito boas, mas temos noção que o Reino Unido não é, para a maioria das pessoas, onde querem ficar para sempre.

Dia a Dia, Viagens

10 perguntas e afirmações parvas que me fazem sobre viagens

Faz parte da condição humana ser abelhudo. Nada contra, eu também sou. Quando se adota um estilo de vida que não corresponde aquele que a maioria das pessoas tem é normal levar com comentários e perguntas que roçam a idiotice. Aqui vai um compêndio para se rirem:

1) Não tens filhos porque queres viajar?

Não, não tenho filhos porque não quero. Não sei se alguma vez que terei, mas o facto de viajar não é o motivo pelo qual não os tenho

2) Quando tiveres filhos vais parar de viajar!

É certo e sabido que as viagens vão ter de mudar mas tenho a certeza que não vão parar. Mais que não seja porque sou portuguesa e moro no reino unido pelo que tenho de ir pelo menos a Portugal 😂

3) (quando digo que estou de férias na semana seguinte) Vais a ” casa”?

Não, a minha casa é no Reino Unido.

4) Não era capaz de viajar da forma como tu fazes!

Calha bem que nunca te tenha convidado a vires comigo!

5) Tu escolhes os teus destinos ao calhas?

Na verdade apesar de ser normalmente feita com um tom arrogante não é totalmente mentira. Não é bem ao calhas mas olho muitas vezes para o mapa e vejo vários sítios que gostava de ir e depois jogo com o facto de encontrar um voo em conta.

6) Vais ver que vais parar de viajar!

Provavelmente estas foram as mesmas pessoas que me disseram que quando chegasse aos 30 ia MESMO querer ter filhos… Três anos depois e nada…

7) Quando fores promovida a XX vais para de viajar?

Peço desculpa mas não falo aqui muito sobre o que faço profissionalmente. Se tiverem curiosidade basta pesquisarem pelo meu nome no Google e facilmente encontram o meu perfil de LinkedIn. O J. foi promovido no ano passado e isso implicou que alguns planos tivessem de ser revistos mas este ano vamos, se tudo correr como planeado, viajar mais vezes do que nunca pelo que não, não vou deixar.

8) Qual é o propósito de viajares tanto?

Qual é o propósito de ires ao ginásio? Qual é o propósito de ires ao cinema, ao teatro? Qual é o propósito de ires a um restaurante comer um prato específico?

9) Queres visitar todos os países do mundo?

Neste momento não, há alguns que não faço questão. Mas não quer dizer que não mude de ideias.

10) Vais de férias para Portugal?

Não, Portugal não são férias, é para visitar a família e os amigos. Férias são longe de Portugal, lamento.

Dia a Dia

Castelos no ar

Eu sou assim por natureza. Crio castelos no ar, projetos que não conseguirão sair do papel, ou ate da cabeca. Talvez porque tenha uma profissão altamente criativa, mas na verdade sou mesmo assim. O meu pico normalmente é atingido nos minutos antes de dormir, quando estou já deitada na cama, de luz apagada a ver se o sono chega. E isto irrita-me profundamente porque na maioria das vezes não me lembro em que é que estava a pensar quando acordo e fico o dia inteiro a pensar nisso.

O meu último “castelo no ar” foi concluído ontem ha noite. Como conseguem ver na descrição eu sou do Luso. No entanto já não tenho família direta a viver lá e não vou lá há mais de 6 anos. Mantenho contacto com amigos e família afastada mas nunca mais la fui. E na minha cabeça fiz um projeto, ir dois dias la, pesquisei ate hotéis, onde ia comer, onde iria… Ate sitios onde queria tirar fotos… Bem concreto nao e’? Pois, mas esqueci-me de um pormenor, nao disse ao J. E’ verdade que não marquei nada mas esqueci-me de dizer a pessoa que supostamente irá comigo… Quando falei com ele, tinha o plano todo pensado e ele foi apanhado de surpresa… Não que tenha dito que não, pelo contrario. Estou a tentar conectá-lo às minhas origens e ele gosta de ir lá, mas ficou abismado pelo detalhe do plano. Mas felizmente ele conhece-me bem e sabe que nao faco por mal…

Mas estes castelos no ar nao sao so sobre vida pessoal. As vezes faço campanhas e eventos na minha cabeça, sonho com eles e de manhã quando acordo nao consigo lembrar-me o que era.

Mesmo este post foi começado ontem a noite, na minha cabeça. E claro, nao me lembrava exatamente o que queria dizer, com muita pena… Gostava de ter o pensatório que o Dumbledore tinha, seria super util, tenho a certeza (alerta Harry Potter geek!!)

Dia a Dia

Resoluções para 2019 – balanço meio do ano

Estamos exatamente a meio do ano. E eu, tal como todas as pessoas, esqueci-me que tinha feito resoluções de ano novo… Mas felizmente este blog existe para me relembrar e poder fazer um balanço. E então aqui vão, apenas para relembrar, as 6 resoluções que fiz no início do ano:

– perder 8kgs
– fazer exercício duas vezes por semana (mesmo que isso implique que leve comigo as sapatilhas em viagem)
– ler pelo menos um livro por mês
– viajar apenas uma vez por mês (excluindo as vezes que viajamos para Portugal)
– continuar a escrever neste blog pelo menos duas vezes por semana
– fazer um curso por semestre: um de línguas e um de desenvolvimento de algo para o trabalho

E então como vamos de resoluções?

– perder 8 kgs – Comecei bem o ano e perdi quase 3kgs dos 8 que queria mas já os recuperei…. Não começamos bem…

– exercício duas vezes por semana. Depende da semana. Mas está bem melhor e tanto em Cuba como Cabo Verde fui ao ginásio no hotel!

– ler 1 livro por mês – Já li ou ouvi (adoro audio books) 10 pelo que sim, este está a correr bem.

– viajar apenas uma vez por mês – Está melhor mas não está fantástico… Continuamos a estar um bocado cansados…

– escrever no blog – Sem dúvida que continuo a ser assídua aqui, pelo menos 3 vezes por semana!

– fazer um curso por semestre – Falhado redondamente!!!

E as vossas resoluções, como estão a correr?

Dia a Dia

É possível ser feliz pelos outros? Parte 2

Lembram-se do post sobre ser feliz pelos outros? Pois bem, a Felicidade nasceu hoje. O nome dela nao e’ Felicidade mas por uma questao de protecao de identidade vamos chamar-lhe assim. A Felicidade e’ filha de um amor como nao ha muitos. Nao me vou alongar muito na historia porque nao e’ minha e como tal nao tenho direito de a contar.

Digamos que a Felicidade e’ a razao pela qual nunca pergunto a ninguém quando e’ que estao a pensar em ter filhos. Sei que sou chata sobre este assunto que ja mencionei aqui. Mas nunca e’ demais falar neste assunto. Sou constantemente intimada principalmente pela familia quando me perguntam quando e’ a minha vez.

E como e’ esquisito vermos os nossos amigos se tornarem pais… E’ muito bom mas esquisito. A mae da Felicidade e’ minha amiga praticamente desde que nasci e sei que vai ser ate morrer. E eu mal posso esperar por ver ao vivo a Felicidade, por pegar na maozinha dela tao perfeita, por te-la aninhada no meu colo…

 

(mais uma vez relembro que os posts deste blog nao sao publicados no dia em que os escrevo para protecao da privacidade e seguranca dos que me rodeiam e de mim mesma)

 

Dia a Dia

Inspiracao

Às vezes perguntam-me como aguento o ritmo, como arranjo inspiracao para escrever.

Primeiro que tudo escrever sai-me naturalmente. Desde cedo, quando comecei a descobrir as letras, que percebi que o mundo da escrita era algo fantastico. Mantive diarios durante imensos anos, sempre escrevi para mim, mesmo que segundos depois o apagasse. Em segundo lugar adoro viajar! E a melhor forma de aliar estas duas paixões (escrever e viajar) e escrever sobre viajar!

Mas sim, as vezes passo por períodos que não sai nada. Que não consigo sentar e escrever. Que nao me consigo concentrar. Normalmente isso acontece quando estou a escrever sobre uma viagem que não acabou de acontecer. Quando isso acontece respeito o meu cérebro. Eu trabalho numa área super criativa e há momentos para criar e momentos para introspecção. Como eu deixo posts escritos com muita antecedência (entre um a tres meses) posso tirar estes dias, semanas de pausa sem me sentir culpada. Sei que quando a inspiração regressar sou capaz de escrever 3 posts por dia durante uma semana.

Acima de tudo este blog e’ uma distração para mim. E sei que nao devo nada a ninguém se falhar um dia, ou uma semana. Há um ano e meio que escrevo consistentemente aqui, no entanto isso não quer dizer que o va continuar a fazer.

Mas nada temam, nao tenho NENHUMA intenção de parar de escrever aqui. E nao parem de comentar, eu ADORO receber comentarios!

 

Dia a Dia

Hábitos ingleses que já adquiri

Depois de cinco anos e meio no reino unido a aculturação já se faz notar… Não só começo a ter dificuldade em falar português sem me engasgar como alguns hábitos culturais dos ingleses já me estão a entrar no dia a dia.

Pontualidade britânica – podia ser mito mas não é. Pontualidade é algo muito sério por aqui e considerado de mau gosto chegar atrasado sem avisar. Se me for encontrar com amigos portugueses sou mais relaxada mas não mais do que 10 minutos.

Troquei o café por cha inglês – e mais tarde por chá de frutas por causa da cafeína.

Como scones com “clutted cream” – não sempre porque não é nada saudável mas se comer um scone vai ser sempre com clutted cream.

Evito o contacto pessoal – admito que me tornei muito menos social com pessoas que não conheço. Se existir um assento isolado num comboio sento-me nesse para garantir que não vou ter de falar ou interagir com pessoas. Se puder resolver um assunto online em vez de ligar ou ir ao sítio melhor!

Falo mais baixo – mas mesmo assim as pessoas ainda dizem que falo alto…

Evito tocar em pessoas – teve de ser, notei que era esquisito para as pessoas com quem trabalho se lhes tocasse no ombro para chamar a atenção

Almoço rápido – em meia hora no máximo. Mas não em frente ao computador!

Agenda – os meus compromissos pessoais são marcados com semanas (se não meses) de antecedência!

Marcar – não apareco no cabeleireiro, num restaurante, no cinema ou no teatro sem marcar. Não se esqueçam que vivo numa zona densamente populada por isso aparecer no meu restaurante preferido de sushi sem marcação não da, vão estar cheios!

Pedir desculpa – os ingleses pedem desculpa por tudo e mais alguma coisa e eu estou assim (se bem que me lembro de o meu pai se irritar há imensos anos atrás quando já fazia isso).

Não usar lençol de cima – Por aqui só se usa lençol de baixo (com elástico!) e capa de edredão, que e mudado semanalmente. Nunca vi lençol de cima à venda.

Meal deal – à hora de almoço há imensas opções nos supermercados para almoço. Entre estas opções encontram-se os meal deals que são menus normalmente baratos (£3) que incluem uma sandes, um pacote de batata frita (ou fruta) e uma bebida. Não o faço todos os dias até porque levo muitas vezes comida de casa mas e uma ótima opção para um almoço de última hora.

Jantar cedo – em casa jantamos quase sempre no máximo às 20h mas é super normal ser convidada para jantares as 19h ou as 18h! Na verdade até gosto porque chego a casa cedo!

E por aí? Habitos que tenham mudado?

Dia a Dia

Obrigada 32!

Hoje faço 33 anos. E digo adeus aos 32 sem remorsos. Eu gosto de fazer anos, de marcar o tempo. Ainda por cima o meu aniversário é quase a meio do ano pelo que aproveito para refletir.

Este ano descobri o meu primeiro cabelo branco. Sim, fui dessas sortudas que nao tinha cabelos brancos até aos 32… Ainda me lembro de dar um gritinho e ir até ao quarto mostrar ao J. quase sem mexer a cabeça. E ele, que já tem imensos cabelos brancos riu-se! Depois deste veio outro, e outro e outro. E depois desapareceram… Juro, nao os consigo encontrar!

Com 32 anos tive de voltar a usar óculos porque a vista já começa a queixar-se. O corpo começa a mostrar sinais da passagem do tempo.

Mas na verdade não me importo. A vida que construi(mos) e’ muito boa. Tão boa que tenho medo que se mexer estrague.

Por isso um brinde aos 33, são muito bem-vindos!