Dia a Dia

Culpa

Sair do país em que nascemos traz muitas coisas boas. Novas oportunidades, novas culturas, novas formas de ver a vida. Mas como todos sabemos também traz muitas coisas más. A família cresce, envelhece, os amigos têm filhos e nós nem sempre estamos cá.

Embora façamos um esforço para estarmos presentes nem sempre sentimos que chegamos lá. Tentamos não falhar a nascimentos, a batizados, a casamentos. Tentamos ver toda a gente mas nem sempre dá. E acima de tudo chega a culpa. Chega devagarinho, instala-se nós espaços que a saudade lhe dá. Faz-nos questionar as nossas escolhas na vida. Faz-nos sentir que se só estamos bem onde não estamos. E se sempre me senti segura sobre as escolhas de vida que fiz, também tenho direito a questiona-las. Em refletir no meu plano de vida.

E não, não vamos regressar a Portugal. Gostamos da vida que construímos, da carreira que temos, dos amigos que temos no reino unido. E embora saiba que nem sempre posso estar lá para todos também sei que na verdade o que vivemos quando vamos a Portugal não é a verdade. As pessoas muitas vezes só se juntam quando nós lá vamos. A família tem a sua rotina e mais do que fazer do que jantarmos todos os dias.

Mas as vezes gostava de estar mais para eles… Ver as amigas grávidas mais uma vez antes de terem os filhos. Dar mais um beijo nos sobrinhos. Acompanhar mais a irmã e o pai nas consultas. Ver a avó e os primos mais vezes…

As vezes dói regressar e hoje foi um desses dias…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s