Uncategorized

#adoptdontshop

Não sei se ja surgiu por aqui o facto que termos um gato. Na verdade uma gata, a Shelly. Se me seguem no Instagram ja se depararam com este facto certamente. Se ainda nao seguem sao um ovo podre.

A Shelly na verdade e’ a nossa segunda gata. Adotamos a primeira, a Penny, ha oito anos atras. Na altura que mudamos para o Reino Unido a V. ficou temporariamente com ela, mas o temporario virou demasiado tempo e ela pediu para nao a levarmos mais. Mais do que justo e na verdade, nao ha quem cuide melhor da Penny do que a V e o N. Assim, nasceu a vontade de ter outro gato. E passamos por um longo e penoso processo no Reino Unido para conseguirmos adotar. Varios telefonemas, uma inspecao a casa, formularios, etc. Mas foi assim que a Shelly se juntou a nossa familia. A Shelly veio direta da Romenia para nossa casa. Estranho? Pois, bem sei, mas neste país existem imensos animais a espera de uma casa. É suposto tambem existirem imensos animais a espera de um lar no Reino Unido mas na verdade acabamos por decidir pela World Animal Friends Rehomed que resgata animais na Grecia, Romenia, Chipre, Egipto, so para mencionar alguns. A maioria dos animais resgatados tem algum tipo de deficiencia, motora ou fisica. A Shelly tem uma pequena reducao visual, que nao tem impacto quase nenhum na vida dela.

Mas adotar um gato de rua nao e’ facil, principalmente quando o fazem com gatos adultos. Preparem-se para varios dias em que mal o vao ver. Semanas que nao toleram a vossa companhia ou que aceitem festinhas. Sao avancos e recuos. Mas ha um dia que eles percebem que a nossa casa e’ o lar deles, que nos nao somos o inimigo. E tornam-se doceis, agradecidos. Ficam felizes quando chegam a casa.

20181115_211827.jpg

Muita gente pergunta como fazemos, uma vez que viajamos tanto. E’ simples, em viagens curtas pedimos a amigos para virem ca. Em viagens grandes, ou quando nenhum dos nossos amigos esta por perto contratamos uma cat sitter, que todos os dias passa uma hora com ela, a brincar, dar festinhas, alimentar, tratar da areia. Se viverem na mesma zona que eu mandem mensagem que eu passo o contacto.

Penny, adotada em 2010 atraves da Agir pelos animais

Shelly, adotada em 2016 atraves da World Animal Friends Rehomed

O processo adopcao foi penoso eu quase desisti de adoptar e estava pronta para comprar. Não quero entrar em pormenores mas digamos que se pata ter filhos as pessoas passassem por este processo não existiriam nem metade dos problemas que vemos em famílias. No entanto uma colega minha ao ver o meu desespero encaminhou-me para esta organização e foram fantásticos. Po isso por favor nao comprem animais, adotem!

2 thoughts on “#adoptdontshop”

  1. Que gatinha amorosa!
    Nós gostamos muito de gatos. Infelizmente tivemos que por o nosso a “dormir” o ano passado, depois de 12 anos aqui connosco, era bebe quando o fomos buscar e partiu-nos o coraçao…
    Não o compramos, nao sou a favor desse tipo de negócio, nem o adoptamos através de nenhuma associação. Como vivemos numa vila pacata, vimos um anúncio na lojinha local onde dizia que ofereciam gatinhos “to good homes”. Fomos os 3 lá busca-lo e foi amor à primeira vista. Por agora, só olhamos pelos gatos dos nossos amigos e temos vários que adoram visitar o nosso jardim. 🙂

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s