Como gerir as saudades

Decidir sair do país não foi assim tão difícil. Estava estagnada num emprego, queria algo novo e ele teve uma proposta irrecusável. Chorei muito nos meses que estivemos separados pelo que quando o momento do salto chegou estava mais que preparada.

No entanto não estava preparada para a saudade. Achei que o facto de já não viver na mesma cidade da minha família iria ajudar mas não estava mais enganada.

Na verdade o título deste post é uma falácia. Não consigo gerir as saudades da família e dos amigos. O whatsapp e as redes sociais ajudam mas não resolvem tudo. Quando a avó adoece, quando o aniversário dos sobrinhos chegam, quando os amigos mudam de casa e tu não estás lá para ajudar, não há nada a fazer. Decidimos que não passamos férias em Portugal. Férias são para nós momentos a dois e o tempo em Portugal é tudo menos isso. Mas vamos muito a Portugal, normalmente umas 5 ou 6 vezes por ano. Se ajuda? Talvez…. Por exemplo este post é escrito no comboio a caminho do aeroporto, depois de uma semana em Portugal (coisa MUITO rara). O coração está partido por deixar a família e os amigos para trás.

Acima de tudo eles sabem que estou aqui. Sabem que posso vir cá sempre que precisarem, que estou sempre do outro lado do telefone. E tento ao máximo criar laços muito fortes, daqueles bem apertadinho!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s