Dia a Dia

8 de Março

Muitas vezes, por causas várias, os reais motivos pelos quais se comemoram algumas datas são esquecidos. O dia 8 de março, dia da mulher não é exceção.

Sendo uma feminista cada vez mais assumida, seguro esta bandeira com orgulho. Já ouvi muito comentário idiota, sobre o facto de as mulheres serem extremistas, quererem fazer xixi de pe (a serio? Acham que esta batalha e’ mesmo porque queremos fazer xixi de pe?), que já somos tratadas iguais, pois muito se enganam. Machismo não e’ sempre explicito, esta entranhado nas crenças, dia a dia de todos e cabe a mim e a nos não aceitarmos que estes comportamentos existam a nossa frente.

São muitos os exemplos que me são colocados no dia a dia. A pessoa com quem partilho a minha vida não e’ assim (nem podia, eu não toleraria!) mas infelizmente pessoas próximas de mim continuam a achar que e’ normal me dizerem coisas que não diriam a um homem. Aqui vão exemplos:

– Não há muito tempo um familiar disse-me num pub que eu estava a ficar muito alcoólica porque estava a beber o meu segundo copo de vinho (eu sei, surreal!). Copo esse que nem fui eu que pedi.

Ao meu lado estava o meu marido, que ia na sua segunda bebida, a quem nada foi dito. Puro machismo!

– Uma mulher combina com o seu marido/companheiro que será este a ir buscar as crianças na escola nesse dia uma vez que esta tem um compromisso inadiável de trabalho.

Ele liga, 5 minutos antes da hora que e’ suposto apanhar as crianças a dizer que afinal não pode porque esta preso no trabalho. E’ suposto e expectável que a mulher cancele os seus compromissos profissionais. Puro machismo!

– Mulheres (sim, as mulheres também são super machistas!) que dizem que o marido não as ajuda de manha.

Aposto que estão a pensar que vou reparar no facto de o marido não estar em casa de manha. Estão enganados, existem famílias cujo marido tem de sair muito cedo de casa e, como tal, não pode estar presente de manha. O machismo esta na palavra “ajudar”. Ajudar implica que a responsabilidade e’ de um e o outro da uma perninha, la esta, para “ajudar”. Os filhos são dos dois, não me venham com desculpas. Puro machismo!

– Mães que vão a um restaurante com a família mas acabam por não comer nada porque estão a tomar conta do filho.

O pai fica descansado a comer e tem um momento relaxado. Puro machismo!

 

Por isso não precisamos de ir todas fazer manifestações, queimar soutiens. Vamos combater o machismo e lutar pela igualdade de géneros no dia-a-dia!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s