Uncategorized

Bodrum (Turquia) – custos e impressões

Pela primeira vou trocar a ordem que publico as viagens. A Turquia na verdade aconteceu depois de uma viagem a Itália mas esta vai demorar mais a escrever porque teve bem mais conteúdo interessante para diferentes posts.

Vou começar desde já pelo menos positivo apenas para arrumar o assunto. Sabem o ditado de à terceira é de vez? Pois por aqui também foi. Depois de uma viagem a Grécia e outra a Itália sem problemas estávamos na Turquia quando o governo britânico, sem aviso nenhum, resolve cortar a Turquia dos países sem quarentena o obrigatória à chegada. Não vou comentar sobre esta decisão mas isto fez com que a viagem fosse cortada no último terço. Paciência, são as regras do Jumanji que este 2020 se transformou. O outro ponto menos positivo é que a Turquia, ao contrário da Grécia e da Itália, não me aquece o coração. Entre uma semana de trabalho e uma de descanso na Turquia nem hesito em escolher a segunda, mas nunca me consegui apaixonar. Não aconteceu com Istambul, não aconteceu com Bodrum…

Tirando isso correu tudo bem! Marcamos esta viagem 3 dias antes de viajar, a escolha de hotéis era limitada pelo que estávamos com receio mas tendo em conta que pagamos 500 euros por 7 dias num hotel de quatro estrelas para os dois… Com TUDO incluído não me posso queixar mesmo! Estávamos com algumas reticências mas posso dizer que nao fizemos nenhuma refeição fora do hotel.

O voo foi, uma vez mais, um reagendamento da easyJet pelo que o preço que pagamos não reflete a tarifa que teríamos de pagar quando reservamos.

Quanto a custos no local não tivemos muito. Levantamos 50 libras no início da semana e trouxemos ainda o equivalente a 20 em liras turcas.

Finalmente só uma informação. Bodrum é o paraíso da falsificação de roupa. O J. esqueceu-se dos calções de banho e dos óculos de sol e liga ZERO a marcas… Não teve outra opção se não comprar falsificações, não há artigos sem marca! Ficamos abismados…

Viagens

Quando a vida (ou o governo) te dá uma limonada bem ácida

(post escrito em Outubro/2020)

Bem sabia que corria este risco… Decidi continuar a viajar, mesmo sabendo o risco. Escolhi SEMPRE destinos que o governo achava seguro, nunca fui contra as indicações deste. Conhecia o risco, aceitei entrar no jogo…

Quando o governo do reino unido anuncia, completamente de surpresa, que retirou a Turquia da lista de países autorizados a viajar senti que o chão me fugia. Embora tenha hipótese de trabalhar de casa isso afeta a vida de MUITA gente. Começamos a pesquisar voos e claro, caos… Não havia voos diretos para Londres, os voos com uma escala estavam a preços RIDÍCULOS! O J. ficou para trás para o estrago financeiro não ser tão mau e eu voei de regresso a Londres, 3 dias mais cedo do que era suposto. Interrompemos umas férias fantásticas porque o governo inglês, TRÊS meses depois, resolve que não confia nos números da Turquia. Sem avisos prévios e mudando completamente as indicações que tinha publicado e atualizado durante três meses decidiram que afinal a Turquia já não é segura… Colocaram a vida de milhares de pessoas em risco durante 3 meses dizendo que era um destino seguro. Eu estranhei os números, ri-me até com o meu pai, mas nunca pensei que o governo fosse tão ingénuo durante três meses…

Ao mesmo tempo uma deputada da assembleia após ter feito um teste de Covid decide aparecer em público para fazer um discurso na assembleia e a seguir apanha um comboio até a Escócia sem conhecer o resultado do teste (que, já agora era positivo!!!!). É caso para perguntar “se os nossos políticos não querem saber das regras, para que é que eu as sigo?”. Não se esqueçam que foi neste país que tivemos um primeiro ministro que resolve ir a um hospital cheio de casos de Covid apertar mãos e fica em estado crítico depois de contrair esta doença.

Viagens

Rhodes em Rhodes

Estranharam o titulo? Nada temam, nao foi desta que enlouqueci!

Estranharam o titulo? Nada temam, nao foi desta que enlouqueci!

Quando comecei a pesquisar sobre Rhodes apercebi-me que a capital desta ilha se chama, nada mais nada menos que… Rhodes! Embora tenhamos decidido nao ficar por esta zona achamos importante visitar uma vez que as fotos prometiam…

E Rhodes nao desiludiu!

A maioria das atracoes na verdade ficam na zona dentro da muralha, com especial destaque ao seu castelo mais trabalhado que vi nos ultimos anos!

Na restante muralha podera encontrar pequenas igrejas e pracas que sao super fotogenicas!

Finalmente nos arredores da cidade podera encontrar algumas ruinas incluido um panteao e uma arena!

Viagens

Rhodes – Onde comer e pratos típicos

E’ sempre super estranho falar sobre restaurantes e hoteis porque depende MUITO do que a pessoa procura. Vou entao tentar dar apenas a minha opiniao, baseada nas dicas que recebi e nos meus gostos pessoais claro!

Se quiserem experimentar varios pratos tipicos alguns restaurantes tem opcoes com amostras de diferentes pratos.

Para comecar nao podemos de deixar de falar na salada grega. Em qualquer restaurante pode pedir uma, para acompanhar a sua refeicao ou como uma refeicao mesmo!

Se resolverem ficar pela zona de Pefkos recomendo o Artemis Garden Restaurant. Primeiro que tudo e’ um espaco aberto (otimo em tempos como o que vivemos), com mesas super afastadas! Depois porque e’ uma otima mistura entre comida tradicional mas que tem tambem aquelas opcoes basicas para o amigo ou familiar que e’ um chato e nao come nada que fuja da sua rotina.

Eu optei pelo mixed platter que tem um pouco de varias iguarias tipicas gregas que inclui (Mussaka, almondegas, tsasiki e dois tipos de carnes estufadas) e o J. pelo carneiro. Ambas otimas opcoes!

Se gostam de peixe descobrimos um daqueles lugares imperdiveis! Fica a sul de Pefkos, o que faz deste sitio um lugar mais escondido porque a maioria dos turistas ficam na costa entre Pefkos e Rhodes. Chama-se Thalassa e e’ gerido por uma familia. Ja nao comiamos peixe grelhado de qualidade ha algum tempo pelo que este nos soube tao bem que voltamos la no dia seguinte!

De bonus este restaurante ainda traz uma vista unica para o mar!

Viagens

Rhodes – Lindos

No primeiro post sobre esta serie mencionei que Rhodes nao fica no meu top no que diz respeito a Grecia. No entanto Lindos e’ a excecao a regra nesta ilha. Sabem aquelas casinhas brancas, as ruas estreitas? Podem encontrar tudo isso em Lindos!

Depois de se fartarem de percorrer as ruas de Lindos podem sempre aventurar-se e subir ate ao cimo da colina onde encontrarao as ruinas mais conhecidas de toda a ilha

E finalmente, nao se esquecam de apreciar a vista sobre a baia de Sao Paulo

Viagens

Rhodes – Hotel Amphitriti

Ja referi no post sobre impressoes e custos que tenho uma colega apaixonada por Rhodes. Aquilo que sempre me fascinou foi o facto de ela falar sobre os funcionarios do hotel como se fossem uns primos afastados. Assim quando comecei a pesquisar hotel em Rhodes iria ficar num hotel com caracteristicas familiares. Nao estava interessada em luxo mas sim em alguem que me fizesse ficar em casa. Foi isso que sentimos no Hotel Amphitriti. Localizado em Phekos, uma vila que fez muito lembrar Albufeira (nao vou entrar em detalhes, os entededores entederao) este hotel fez-me sentir em casa diariamente. Com apenas 30 quartos sem duvida que vai ter um atendimento muito personalizado. Se decidir que nao quer sair do hotel (nao foi o nosso caso), tem o restaurante/bar do hotel que serve comida o dia inteiro. Decidimos aproveitar a piscina de manha e almocamos a maior parte dos dias no hotel, saindo apenas de tarde para ver outros pontos que queriamos conhecer na ilha.

Quarto

Vista do quarto sobre a piscina

Algumas das opcoes de almoco

Viagens

Rhodes – Custos e Impressoes

Um mes depois de o Reino Unido comecar a abrir as fronteiras resolvemos ir ate a Grecia. O cansaco acumulado deste ano tao complexo ja se mostrava ha muito e precisavamos de uma pausa. Tal como a maioria das viagens que iremos marcar este ano foi marcada muito em cima da hora. Depois do susto de termos uma viagem marcada para Espanha que apenas conseguimos desmarcar por muita SORTE decidimos que a partir de agora sera assim. O grande problema de marcar estas viagens a ultima da hora e’ nao poder pesquisar muito tal como gosto mas paciencia!

Ja nao iamos ha uns aninhos a Grecia. Provavelmente desde que fomos a Santorini e Myconos em 2017, pelo que ja merecia uma visita. A escolha dos destinos agora e’ baseada em dois e dois criterios apenas: preco e estarem na lista de paises que nao preciso de fazer qurentena a chegada.

Tenho uma colega que e’ apaixonada por Rhodes. Ja visita regularmente a ilha ha provavelmente 10 anos sem falhar um unico ano pelo que me socorri a ela uma vez que nao tinha muito tempo para pesquisar.

Impressoes sobre a ilha? Das 4 que ja visitamos foi provavelmente a que menos adorei. Nao que nao tenha gostado, nada disso! Mas simplesmente nao me deslumbrou! Nao repetiria a nao ser pela simpatia das pessoas que isso sim, foram as mais simpaticas que ja encontrei em toda a Grecia.

Esta viagem aconteceu no inicio de Agosto, no entanto tendo em conta a situacao mundial encontramos uma ilha muito vazia. Nao foi necessario fazer reservas em nenhum restaurante, o nosso hotel estava a cerca de 20% da capacidade, praias bastante desertas, estacionamento em todo o lado. Se por um lado agradecemos e sentimo-nos super seguros em todo o lado (Covids…) por outro lado deu pena e medo do futuro! Foi a primeira vez que senti que de facto temos de nos preparar para a crise mundial que vem ai.

Vamos entao aos custos!

Voos: £87.56 (para os dois)

Parque: £42.49

Carro: £75

Hotel: £330 (para os dois) por 5 dias/4 noites

Almocos/Jantares: £216.2

Museus: £29

Combustivel: £30

Outros: £11.5

Total: £821.75 para os dois / £410.88 por pessoa / £82.18 por pessoa por dia

Uncategorized

Como é que queres que te descrevam?

Ontem (não temporalmente mas em relação às data que escrevo este post) uma GRANDE amiga teve o seu primeiro bebé. Foi um bebé muito especial que tive o privilégio de acompanhar a gravidez de perto (emocionalmente claro, não se esqueçam do Covid). E num momento muito narcisista comecei a pensar como é que eu achava que a minha amiga ia descrever a tia Joana ao seu filho.

Antes de avançarem parem de ler e pensem como é que acham que a vossa família vos descreve a alguém.

Já o fizeram?

De certeza?

Aqui vai o que eu acho que iria sair da boca da minha amiga:

“A tia Joana é louca. Mas uma loucura boa! Nunca pára quieta, tem sempre um projeto pela frente. Se não são as viagens, são as obras ou a costura! Quando toda a gente pensa que ela não podia inventar mais projetos ela já está dois à frente! A tia Joana fala imenso! Mas mesmo muito. Vê-se mesmo que dentro daquela cabeça existe demasiada criatividade que tem de sair cá para fora, por palavras ou por projetos! O que a tia Joana gosta mais de fazer é viajar. Se precisares de dicas é com ela! Nunca diz que não a um voo barato, massacra o tio J até ele fizer que sim… Mas apesar de estar sempre ocupada e numa parte do mundo incerta ninguém responde mais rápido as mensagens que ela! Tem sempre a palavra certa de apoio, dá abraços muito apertados e bons conselhos sem querer interferir! Está sempre pronta para ajudar, ao longe ou ao perto! A tia Joana ama pessoas! A família, o J., os amigos, os animais. Conserva os amigos de sempre mas não tem problema em criar novos! A tia Joana é de lágrima fácil, chorou quando descobriste que vinhas aí, chorou quando nasceste e vai chorar em cada momento importante da tua vida. E vai estar sempre aqui para ti e para todos”

Viagens

Cotswolds – Onde ficar!

Quando decidimos fazer esta viagem tinhamos algumas restricoes em relacao ao alojamento: queriamos algo que tivesse cozinha, para nao termos de contactar com muita gente e algo central. Nao havia muitas hipoteses, nao se esquecam que marcamos isto ainda antes do inicio do desconfinamento pelo que imensas opcoes nao estavam ainda a aceitar reservas.

A nossa escolha caiu sobre o The Old Fleece. Estes apartamentos estao localizados por cima de um pub e junto a uma estrada movimentada, tenha isto em atencao se decidir seguir a dica, mas nos gostamos bastante. Super bem decorado, super cozy, foi mesmo agradavel (exceto a cama, mas pode estar relacionado com um problema de costas que estava a ter na altura).

Pagamos na altura cerca de £100 por noite o que foi bastante aceitavel por um apartamento com um quarto.

Viagens

Cotswolds – O que visitar

Tres dias dao uma boa ideia geral das Cotswolds. Como em tudo nunca esperem ver TODOS os pontos num tao curto espaco de tempo mas nao era o nosso objetivo.

Aqui fica um resumo dos pontos que visitamos

  • Torre de Broadway – Sempre que pesquisar sobre as Cotswolds vai ver uma foto desta torre. Nos optamos por fazer um hiking que incluia passar na torre logo no primeiro dia.

2020-07-10 15.56.12

  • Arlington Row em Bibury – uma rua bem fofinha com as casas tipicas das Cotswolds. Para a encontrar e’ super facil, basta seguir os turistas todos

20200711_181525

  • Bourton-on-the-Water
  • Stow-on-the-Wold

2020-07-11 17.04.34-1_2020-07-11 17.04.40-1_0000

  • Gloucester
    • The Docks
    • Catedral de Gloucester

2020-07-12 11.44.32_2