Viagens

Castelo Predjama

A primeira coisa a dizer sobre o castelo predjama e as grutas de Postojna e’: MUITO OBRIGADA L. Se nao fosse a L. nos tinhamo-nos ficado por Ljubljana e Bled, e que erro teriamos feito. Na verdade a melhor parte da viagem foi esta…

Este castelo renascentista existe ha cerca de 800 anos e foi construido numa gruta de uma rocha com uma altitude de 123 metros. Tal como foi dito varias vezes no audioguia, na epoca medieval o objetivo nao era dar conforto mas sim seguranca aqueles que o habitavam. E de facto, so visitar e’ desconfortavel. O facto de ter sido construido numa gruta faz com que o castelo seja super humido e frio. Este castelo faz parte do livro de recordes do Guiness por ser o maior castelo do mundo construido dentro de uma cave. Por tras deste castelo esconde-se um emaranhado de tuneis que dao acesso a vila e por onde os habitantes do castelo se abasteciam de bens.

 

Uma dica, podem comprar bilhete para o castelo e as grutas com antecedencia online e nao so tem um desconto como podem marcar a hora que vao visitar as grutas. Se esperarem por comprar la podem ter de esperar varias horas para conseguirem entrar nas grutas. Outra dica e’ ir ao castelo cedo. Nos tinhamos visita marcada para as grutas as 12h por isso entramos no castelo logo quando abriu (no nosso caso as 10h). Visitamos o castelo quase sozinhos! A ultima dica e’ que levem o audioguia. Esta incluido no preco e e’ super util.

IMG_8770.JPG

O castelo, embora nao tenha muitos pormenores esta reconstruido de uma forma que possam perceber como funciona. E e’ muito engracado perceber como quem construiu o castelo usou a gruta como parte integrante do castelo. Por exemplo na foto em baixo podem ver do lado esquerdo parede construida e do lado direito gruta. As duas convivem de forma harmoniosa.

IMG_8778 (1).JPG

Aproveitem tambem para ver a vistado castelo, de perder a respiracao!

IMG_8777.JPG

No total, e com audioguia a visita nao dura mais de uma hora.

Bilhetes podem ser comrpados aqui.

 

Viagens

Lago Bled

Falar em Eslovenia e’ sem sobra de duvida falar no Lago Bled. Na verdade, antes de visitar a Eslovenia so tinha ouvido falar em Ljubljana e no lago Bled. Este lago, localizado nos alpes Julianos tem uma localizacao fantastica para quem chega ao aeroporto, uma vez que fica apenas a 35 km deste. Os seus 6 km de margem podem ser quase todos visitaveis (se bem que necessitam de um folgo extra para subir ao castelo).

IMG_8746.jpg

IMG_8749.jpg

Este destino, o mais visitado da Eslovenia, tem uma ilha no meio (ilha de Bled) que e’ possivel visitar atraves de barco, e onde podem encontrar uma igreja. Para alem deste ponto tem ainda o castelo que vos dara vistas imperdiveis. Mas se querem tirar uma foto memoravel entao dirijam-se a margem do lado oposta ao castelo para conseguirem ter numa so foto a ilha, o castelo e o lago.

IMG_8763.jpg

Nos chegamos na sexta feira a noite e ficamos a manha e inicio da tarde por aqui, fazendo uma caminhada a volta do lago. Dispensamos a volta de barco e o paddle porque estava frescote e sabiamos que nao iamos aproveitar.

Ficamos hospedados numa pensao bem pequena, Carman Guest House, que fica mesmo a beira do lago. Sem duvida que recomendo, embora nao esperem grandes luxos a localizacao mais do que vale a pena!

Viagens

Eslovénia – custos e impressões

Então cá vamos, mais uma viagem, mais uma voltinha! Visitamos a Eslovenia num fim de semana em Novembro. Quando vi a previsão do tempo umas semanas antes e percebi que estava a nevar pensei que iria ser um fim de semana sofrido. Mas este Outono estranhamente quente que invadiu a Europa trouxe de volta as temperaturas amenas e brindou-nos com um fim de semana ameno, com temperaturas a rondar os 10/15 graus. Nada mau nada mau!

E impressões da Eslovénia? Meu Deus, que canto do mundo ainda tão desconhecido do circuito turístico! Embora já tenhamos estado bem perto (creio que já visitámos todos os países com a qual a Eslovénia faz fronteira) nunca calhou aqui virmos. E aos poucos que nos disseram que o plano que tínhamos para o fim de semana era impossível de cumprir? Pois cumpriu-se e sobrou tempo! Sabiamos à partida que a capital não guardava nenhum segredo por isso concentramo-nos nas atrações fora da capital: o lago Bled, as caves Postjona e o castelo Predjama. Para Ljubljana deixamos a tarde de domingo e, tal como suspeitamos não perdemos nada.

Por fim, a comida… Quando fomos à Croácia ha uns aninhos atrás, ficamos com a impressão que não havia muita comida típica. Essa ideia ficou ainda mais reforçada com a visita à Eslovénia. Mas se por outro lado gostam de comida italiana estão no paraíso!!

Por fim, vamos lá aos custos:

Voo – £121.36/138.91€ para os dois

Parque em Gatwick – £18/€20.6

Hoteis – £108/123.62€ para duas noites para os dois + £6/€6.87 de taxas locais

Aluguer de carro para dois dias – £15.46/17.7€ para os dois dias + £8.74/10€ taxa de andar na autoestrada

Entrada no castelo e grutas – £66.75/76.4€ para os dois (inclui parque nas grutas)

Comida – £121.44/139€

Outras atrações – £4.19/4.8€

Combustível – £19.22/22€

Extras (compras no aldi e uma garrafa de gin no aeroporto) – £41.06/€47

Custo total: £530.22/606.89€

Custo total por pessoa: £265.11/303.45€

IMG_20181111_161048_968.jpg

Viagens

Premier Inn

Uma das coisas que mais me pedem e para a aconselhar cadeias de hotéis. No entanto isso para mim é quase impossível porque e raro eu ficar na mesma cadeia de hotéis. As exceções são provavelmente o Premier Inn e o Travelodge. Como recentemente fiquei no Premier Inn decidi começar por este. Este hotel, que tem como premissa “uma boa noite garantida” cai na categoria business up. Não é tão fraquinho como o Travelodge mas não é um Hilton ou o Holiday Inn. Não espere SPA, massagens ou piscinas num Travelodge. Aqui tem quartos e um restaurante/bar, onde são servidas refeições e bebidas durante o dia e onde é servido pequeno almoço. Mas em compensação tem-se conforto nos quartos, principalmente a cama deles que tem um colchão de sonho (que pode ser comprado aqui). Não há schampoo e amaciador de marca, mas sim com um gel que lava o corpo e o cabelo. Não há chinelos ou toucas, mas podem contar com um secador de tamanho real (odeio aqueles de parede) e espaço para arrumação.

O tamanho dos quartos é jeitoso (para padroes britanicos), e estão sempre em óptimo estado de conservação!

20181107_174223.jpg

O pequeno almoço é buffet e podem contar com pequeno almoço continental e ingles. Croissants, vários tipos de pães, sumos, fruta, café (do costa!) e chas convivem lado a lado com Yorkshire puddings, cogumelos salteados e bacon frito. O pequeno almoço custa cerca de £10. Mais informação pode ser encontrada aqui.

No que diz respeito a preços eles no site falam de terem quartos a partir de £19. Eu acho uma treta, pago sempre cerca de £100 mais £10 pelo pequeno almoço.

Em resumo, quando estou em viagens a trabalho é quase sempre a minha escolha. É confortável, bem localizado, tem tudo o que preciso para uma boa noite de sono.

 

Viagens

Política de Malas da Ryanair

É muito comum encontrar pessoas confusas com a politica de malas da Ryanair que entrou em vigor a 1 de novembro de 2018. Sei que não é fácil perceber, principalmente quando não se viaja frequentemente nesta companhia aérea. Assim sendo decidi fazer um post com o máximo de informação que consegui encontrar.

1. O bilhete básico a que tradicionalmente se chama de “standard fare” já não inclui a tradicional mala de mão. A única coisa que esta incluída e’ uma bagagem de 40 x 20 x 25 cm. Isto não e’ uma mala de rodinhas normal mas sim uma bolsa, bolsa para laptop ou mochila pequena.

Small Bag.png2. Caso queira adicionar mais bagagem tem duas opções: comprar um bilhete prioritário ou um bilhete que inclua o check-in de uma mala:

– Bilhete Prioritário: esta opção inclui um item pequen de  40 x 20 x 25 cm (tal como o bilhete básico) e uma mala de 10Kg de 55 x 40 x 20cm e ambas as malas irão consigo no avião. Uma vez que só existem 90 bilhetes destes por voo aconselho a que o faca mal marque o voo pois esta e’ a opção mais procurada. Este extra custa £6/€6 para cada trajeto se comprar na altura que marcar o voo ou £8/€8 se o fizer mais tarde. Em teoria esta e a melhor opção por ser mais barata mas tenha em atenção que esta limitada a 90 pessoas por voo.

Priority.png– Check-in mala 10Kgs: esta opção inclui uma mala pequena 40 x 20 x 25 cm que ira consigo no avião e uma mala de 10Kg de 55 x 40 x 20cm que tem de fazer check in. O check-in da mala e’ feito nos balcões antes de passar na segurança. Caso a mala passe dos 10kgs terá de pagar extra. Este extra custa £8/€8 para cada trajeto.

Check In.png

Já comprou o seu bilhete e não se recorda que opção comprou? E’ simples, basta ir a sua reserva e veja os detalhes. No exemplo em baixo o primeiro passageiro só tem a tarifa básica e o segundo tem bilhete prioritário que inclui uma mala de mão com rodas.

Capture.PNG

Aqui vão algumas das outras dúvidas que costumo ver por ai:

  • Quero levar a minha mala de senhora, posso? Pode, mas conta como uma mala! Nao pode levar a mala de senhora mais a mochila de costas, para o caso do bilhete básico! O ideal e’ levar uma mala de senhora que consiga colocar dentro da outra mala. Isto e’ válido para qualquer bilhete, mala de senhora conta como uma mala.
  • Posso levar compras de duty free? Esta questão tem sido muito debatida nos últimos anos. Por lei (nao sei que lei, se calhar estou a inventar!) as compras feitas no aeroporto não podem ser recusadas pelas companhias aéreas. Mas ja ouvi historias do vizinho da tia do meu primo que vive para lá do sol posto que nao pode levar.  Assim sendo eu, por via de dúvidas quando viajo em low cost so compro coisas se tiver espaco na mala
  • Vou viajar com os meus filhos, o que posso levar? O site da Ryanair e’ bastante explicito neste ponto: “2 itens de equipamento de bebé, gratuitamente, por criança – 1 carrinho de bebé mais um dos seguintes itens: assento para automóvel, assento elevatório ou berço de viagem.  À chegada ao aeroporto, os 2 itens gratuitos de equipamento de bebé podem ser etiquetados para viagem num balcão de recepção de bagagem, que fecha 40 minutos antes da hora prevista de partida do voo. Os carrinhos de bebé podem ser utilizados até às escadas de embarque do avião e, após a aterragem, estarão disponíveis ao final das escadas (desde que as condições locais o permitam).”

Tem mais alguma dúvida? Esteja a vontade para deixar na caixa de comentários!

Uncategorized

Resoluções de ano novo

No ano passado decidi que não teria resoluções de ano novo. Para mim, que sobrevivo à base de listas foi duro. Porque depois de um 2017 duro emocionalmente decidi que para 2018 a única coisa que eu queria era menos. Menos que? Menos drama, menos trabalho, menos viagens. Resultou? Claramente não. Assim sendo aqui vão as minhas resoluções de 2019. Vou fazer algo muito concreto para não poder tentar deturpar.

– perder 8kgs
– fazer exercício duas vezes por semana (mesmo que isso implique que leve comigo as sapatilhas em viagem)
– ler pelo menos um livro por mês
– viajar apenas uma vez por mês (excluindo as vezes que viajamos para Portugal)
– continuar a escrever neste blog pelo menos duas vezes por semana
– fazer um curso por semestre: um de línguas e um de desenvolvimento de algo para o trabalho

6 resoluções apenas. Nada difíceis, todas dependem apenas de mim e da minha motivação. E vocês? Fazem resoluções de ano novo?

Uncategorized

2018 em revista – Viagens

Sou uma pessoa que gosta de parar a reflectir. Não antes de tomar decisões, normalmente essas são tomadas com o coração, mas depois para perceber o que ganhei. O final do ano é, por natureza, uma altura propicia a este tipo de reflexões, por isso aqui vai o ano de viagens em revista:

Janeiro – viramos o ano em Berlim, e embora não tenha sido a nossa primeira vez na cidade foi fantástico reve-la! Duas semanas depois aproveitei uma viagem a trabalho a Glasgow que esticamos até ao fim de semana!

20180120_133102.jpg

Fevereiro – em fevereiro não viajamos mas recebemos o meu pai, o que foi ótimo, adoramos receber a família!

27867470_10156111958994935_5611740052564453580_n.jpg

Março – o ritmo de viagens aumentou com uma visita a Estugarda ao primos 🙂 no final do mês fomos até às Ucrânia o de visitamos Kiev e Chernobyl

2018-03-30 19.13.26.jpg

Abril – Fui até Portugal para passar uma semana com os meus sobrinhos e depois fomos até à Holanda com a família do J.

20180415_122344 (1).jpg

Maio – fomos até Portugal para dois casamentos e aproveitamos o segundo feriado de Maio que coincidiu com os meus anos para visitar a Transilvânia e Bucareste na Roménia

2018-05-27 16.53.04.jpg

Junho – mais um casamento em Portugal (nós adoramos casamentos por isso não é de todo chato para nós), e depois a viagem do ano: Japão!

2018-06-08 11.28.46.jpg

Julho & Agosto – não viajamos mas recebemos as nossas manas, o meu cunhado e os meus sobrinhos!

 

Setembro – tivemos um casamento no início do mês (último de quatro) por isso fizemos mais uma viagem a Portugal. Também fui a Liverpool a trabalho, é sempre bom voltarmos onde já fomos felizes!

20180912_170657.jpg

Outubro – Oh meu Deus, que mês animado!! Começamos com mais uma viagem de sonho, a São Petersburgo na Rússia, uma viagem a Portugal e um fim de semana a visitar a família na Holanda

2018-10-06 13.13.41.jpg

2018-10-27 13.38.46

Novembro – este mês é sempre caótico para mim em termos de trabalho por isso só fizemos uma viagem a Ljubljana e ao lago Bled na Eslovénia e regressamos a Portugal para um fim de semana em família.

IMG_8753.JPG

Dezembro – Dezembro rima mercados de natal (não rima mas pronto!) Este ano fomos à Áustria, mais concretamente a Salzburgo, terra do Mozart, visitar os famosos mercados de Natal austríacos! A última viagem do ano foi a Portugal para passar o natal com a família. A passagem de ano foi num hotel perto de casa (hei-de escrever sobre isto..)

IMG_20181208_112732.jpg

Voos: 37 voos!

Kms percorridos de avião: 64478 – Da para dar a volta a terra 5 vezes!!

Países visitados: 10

Novos países visitados: 5

Total de países visitados: 45

 

 

 

Viagens

Florença

Florença é daqueles sítios que tenho a sensação que por mais tempo que lá passe vai sempre haver alguém que diga “mas não foste ao sítio X? É imperdível!” Por isso, quando tiverem de escolher onde vão e onde não vão poder ir, tenham em atenção que não vai dar para tudo. Nós seguimos a filosofia do menos e’ mais. Não faz sentido (para nós claro) visitar 20 igrejas, a nossa memória não vai conseguir memorizar tanta coisa e passado umas cinco ou seis são todas iguais. Assim, preferimos focar-nos em menos pontos mas dedicar mais tempo ao que decidimos visitar.

Assim, em Florença, onde apenas passamos dois dias (claramente insuficiente mas foi o que deu!) decidimos visitar:

Basílica de Santa Cruz

Duomo, Cupula, Batisterio e Campanille de Giotto, Crypta e Museu

 

Capela dos Medicies / Basilica de São Lourenco

Basilica della Santissima Annunziata

4.jpg

Galleria degli Ufizzi

 

Palacio Pitti

9.jpg

Officina Profumo Farmaceutica di Santa Maria Novella

 

 

Uncategorized

É possível ser feliz pelos outros?

Hoje tive uma notícia muito muito muito boa! Daquelas que aquece o coração. Mas que ainda é segredo, que ainda não se pode gritar aos 7 ventos. Porque há muito medo misturado. Porque o caminho até agora tem sido muito sinuoso. Mas fiquei feliz, muito muito feliz. Chorei que nem uma Madalena, passei o restos a chamada sempre no limite de cair no choro. Quis muito dar um abraço apertado a quem me deu esta notícia tão boa, mas a distância não deixa. Mas eles sabem e certamente sentiram o meu abraço. E fiquei feliz. Feliz é até pouco para descrever o que senti. E sei que vou viver os próximos tempos nas nuvens, de tão feliz que estou por eles. Por isso sim, eu consigo ser tão feliz pelos outros…

Nota: Os posts deste blog não são publicados no momento em que são escritos. Para proteger a minha segurança, uma vez que divulgo onde estou, mas também para proteger a privacidade dos que me rodeiam. Se tudo correr como deve ser quando este post for para o ar o nosso segredo já não deve ser só nosso.
Post escrito a 18/08
Viagens

Bailado na Russia – Teatro Marrinsky

Ir a Russia e nao ir ver um bailado e’ como ir a Roma e nao ir ao vaticano. Embora seja preciso ter sorte (ou pesquisar antes de marcara viagem) nos conseguimos viajar quando o Teatro Marrinsky tinha em exibicao o cisne negro. Aviso desde ja, e’ das primeiras coisas que devem marcar, nos nao marcamos logo e quando fomos ver so havia bilhetes carissimos ou num lugar que nao era nada de especial. Os bilhetes podem ser comprados no site do teatro Mariinsky diretamente, onde podem escolher o que querem ver, o dia e qual os lugares. O teatro tem versao em ingles que funciona super bem. Pagam logo diretamente no site o bilhete e recebem no email os bilhetes que so precisam de imprimir para apresentar na entrada.

Vao com tempo porque o edificio em si e’ LINDO e merece uma visita!

20181004_1948102018-10-04 19.02.27_2018-10-04 19.02.35_0000