Uncategorized

Resort Sant’Angelo e SPA

Olhando para o nome poderiam pensar que estamos a falar de um hotel de luxo… quem me dera. Se há coisa que nunca tive o prazer de dizer é que ficamos num hotel porreiro em Itália 🤣🤣🤣

Pontos positivos deste hotel:

  • Preço
  • Localização
  • Pequeno almoço
  • Quartos grandes
  • A visita sobre o Vesúvio mesmo da varanda!

Pontos menos positivos

  • Empregados e clientes falam alto para caraças e acordaram-nos todo o santo dia! tão mau que tivemos de pedir para mudar de quarto e mesmo assim não resolveu a 100% o problema
  • Staff falava muito mal inglês e como tal estavam sempre a despachar-nos para um colega
  • Tem de se usar toca na piscina mas nem toda a gente usa.
  • Para usar uma cama na piscina tem de pagar CINCO euros, por dia, por pessoa!
  • A água da piscina era geladissima e o sol não batia lá grande parte do dia
Uncategorized

2020 em revista

Spoiler alert, o meu ano foi uma valente bodega! Não em todos os campos mas nas viagens. Tal como toda a gente os planos saíram ao lado, mas pronto, paciência… 2021 adivinha-se um ano melhor, com mais viagens porque assim que for mais seguro ninguém me apanha longe de um aeroporto muito tempo!

2020 tinha tudo para ser um ano espetacular! Começamos por ir a Jordânia, e que viagem meu deus… Sabem aqueles sítios que antes de regressares já tens planos para voltar? Foi assim! Foram 4 dias bem intensos e se pudéssemos tínhamos ficado mais tempo. Mas 2020 já estava a mostrar ares da sua graça e o primeiro nível do Jumanji claramente já estava em ação porque por causa do mau tempo em vez de aterrarmos em Londres fomos aterrar em Manchester!

Duas semanas depois fomos até às Albânia para um fim de semana bem porreiro! E… Adivinhem? Foi só! Em termos de países novos acabou! 🤣🤣🤣

Em fevereiro os pais do J. vieram ver-nos e nós fomos a Portugal. Regressamos a Portugal duas semanas depois, quando o Covid já estava em alta e estávamos em Portugal quando o país fechou! Regressamos a um Reino Unido cheio de medo mas um governo que tardava em tomar medidas (o que não mudou à medida que os meses foram passando, foram sempre os últimos a implementar tudo).

Se o ano tivesse corrido como planeado teríamos revisitado a Madeira em Março, ido a Bali em Abril, seguido de uma viagem para comemorar os 40 anos da minha irmã. Em Maio teríamos ido à China e às Filipinas… Mas como todos sabemos isso não aconteceu e a nossa viagem seguinte só aconteceu no início de Julho e foi para as Cotswolds!

Falhei novamente um aniversário importante na família em Julho mas à medida que o mundo parecia acalmar fomos à Grécia em Agosto, seguido da Itália no final do mesmo mês e da Turquia no final de Setembro.

Depois o mundo entrou em segunda convulsão e uma viagem que está há anos para acontecer com os meus queridos amigos S. e A. foi cancelada, falhei os anos do meu pai em Novembro e não fomos a Estugarda em Dezembro…

Eu não disse que o ano foi uma valente bodega em termos de viagens?

Em compensação decidimos fazer imensos projetos em casa. Tornamo-nos carpinteiros, pintores, eletricistas e outras profissões que desconheço. Pintamos portas, divisões que há muito pediam, remodelamos um arrumo e criamos uma casa de banho nova, construímos um decking no jardim. Nem sempre fomos assim, aliás antes de comprarmos a nossa casa nunca tinha tocado num rolo de pintar! Mas ganhei-lhe gosto, e agora andamos sempre com novos projetos!

Por fim voltei a tocar piano (embora não tenha continuado porque aulas presenciais com Covid não combinam) e agora a partir de Outubro comecei a aprender alemão. Se há coisa que amo é o facto de com o Covid terem aparecido alternativas ás aulas presenciais. Por exemplo tenho alemão online com uma turma espalhada pela Europa (Polónia, Roménia, Luxemburgo, Portugal e Reino Unido) através de uma professora sedeada em Aveiro (já agora fica o link, a escola chama-se feedback institute)

Se acho que 2020 foi um ano espetacular? Nem por isso…

2021 vai ser uma grande incógnita… Depois de ter passado grande parte a aguentar mentalmente este ano tão duro espero continuar a concentrar-me no meu desenvolvimento pessoal, fisico e mental.

Viagens? Não sei se vão acontecer… Se puder pelo menos ir a Portugal ver a família já não me vou queixar muito…

Número de voos: 20!

Número de países visitados: 6 dos quais 2 foram novos (Jordânia e Albânia)

Uncategorized

Obrigada 2020

Nem tudo foi mau em 2020 e é importante reconhecer o que estamos agradecidos neste ano tão complexo.

Obrigada 2020 pelas algumas viagens que me deixaste fazer!

Obrigada 2020 pelo tempo de qualidade que pude passar com o J.

Obrigada 2020 pelo tempo que tivemos para fazer investimentos na casa.

Obrigada 2020 por me ensinares que nem tudo é garantido.

Obrigada 2020 por não me teres levado nenhum dos meus.

Obrigada 2020 por me teres ensinado que a saudade dói muito mas ajuda a perceber o quão gostamos muito uns dos outros.

Obrigada 2020 pelo ótimo tempo que tivemos no reino unido.

Obrigada 2020 por me ajudares a conhecer melhor o sítio onde temos a sorte de viver.

Obrigada 2020 por me mostrares como o pequeno jardim da nossa casa pode parecer imenso quando não podes sair de casa.

Obrigada 2020 pelas imensas chamadas de WebEx e WhatsApp com a família e os amigos.

Por isto tudo e muito mais obrigada 2020! Estamos às tua espera 2021!

Uncategorized

Itália – Capri, Costa Amalfitana, Pompéia e Nápoles – o itinerário

Sei que preciso de fazer uma pausa quando apesar de termos tido umas férias fantásticas não conseguir parar para escrever. Esta viagem foi feita no final de agosto e só agora, novembro (data em que escrevo este post) estou a começar a escrever os posts…

No total passamos 6.5 dias completos em Itália. Como a viagem foi marcada muito em cima do joelho decidimos não fazer um itinerário rígido e decidir as coisas consoante o que nos apetecesse.

Dia 1- chegada a Nápoles, almoço e visita à cidade de Pompéia (as ruínas ficaram para outro dia)

Dia 2 e 3 Costa Amalfitana

Dia 4 – Ilha de Capri

Dia 5 – Costa Amalfitana e ruínas de Pompéia

Dia 6 – Nápoles

Como vêm foi super calmo, dormimos muito, descansamos ainda mais e fizemos tudo devagarinho… sabíamos que tínhamos tempo e queríamos aproveita-lo bem!

Uncategorized

Itália – Capri, Costa Amalfitana, Pompéia e Nápoles – custos e impressões

Tive muita sorte em conseguir viajar antes da segunda vaga começar. Se é verdade que infelizmente não consegui ir a Portugal também é verdade que não me posso queixar tendo em conta o panorama internacional.

Aproveito para anunciar que provavelmente vou tirar uma pausa daqui do blog. Embora tenha reduzido a frequência de posts para um por semana não foi fácil criar conteúdo para um blog que fala principalmente sobre viagens quando “pouco” viajamos. Os planos do mundo saíram ao lado e os nossos não foram exceção. E mesmo as poucas viagens que fizemos não me apeteceu escrever sobre elas logo, o que mostra que estamos de facto em momentos estranhos. Todos nós precisamos de pausas e eu, apos escrever consistentemente durante três anos, preciso dessa pausa. Se isso chegar a acontecer aviso por aqui e ira depender principalmente se voltamos a conseguir viajar ou nao.

Vamos então voltar a viagem!

Visitamos Itália no final de Agosto/início de setembro durante uma semana (8dias /7 noites). Como sabem adoramos Itália e tentamos ir todos os anos e explorar uma nova parte deste país. Todos os posts sobre Itália podem ser encontrados aqui.

Este voo, assim como quase todos os outros até ao final do ano, foi marcado à última da hora para garantir que o governo do reino unido ainda autorizava viagens para esse país sem quarentena no regresso.

Passamos uma semana a explorar a Costa Amalfitana, Capri e Nápoles. Adoramos cada bocadinho e recolhemos bastantes dicas que gostaria de partilhar por aqui:

  • A Costa Amalfitana é caríssima para ficar. No entanto podem escolher um hotel que fique do outro lado da encosta e sensivelmente a meio do percurso para não terem problemas. Nós ficamos no Resort Sant’Angelo & SPA que se revelou uma escolha perfeita na localização, não só porque tivemos acesso a todos os sítios que queríamos sem mudar de hotel, como tivemos acesso a restaurantes locais com preços fantásticos e não estivemos no meio da confusão. Assim pudemos fazer escolher um hotel de 4 estrelas sem rebentar com o orçamento
  • Capri foi, tal como esperava, uma desilusão. Claramente que quem faz férias em Capri fa-lo por dois motivos: é famoso (ou quer ser) ou quer ver famosos. Há os terceiros, como eu, que vão ao engano. Pessoalmente preferi Anacapri
  • A costa amalfitana é de facto de cortar a respiração
  • Não é nada fácil fazer praia nesta zona, nós desistimos e usamos os fatos de banho apenas no hotel
  • Nápoles tem uma péssima fama, nós fomos só de dia e não tivemos problemas nenhuns

Por fim aqui vão os custos. Uma vez que o voo foi uma remarcação de um voo cancelado da easyJet não posso representar os custos de forma correta pelo que apenas vou listar os custos e não vou fazer a análise habitual.

Hoteis – 374 pelo hotel na costa amalfitana e 65 euros pelo hotel da última noite junto ao aeroporto

Aluguer Carro – 165 euros

Comida – 1100 euros (digamos que não nos privamos nunca 🤣🤣)

Combustível – 50€

Parques estacionamento – 48€

Barcos, autocarros, teleférico -113€

Entradas em atrações – 54€

Outros – 104.2€

Uncategorized

Bodrum

Para nos redimirmos do quão pouco fizemos nestas férias decidimos ir passar um dia a Bodrum. Depois ponderamos um pouco e decidimos ir só uma tarde e ficar lá a jantar. Quando lá chegamos e percebemos o quão pouco interessante a cidade era decidimos só ficar mesmo a tarde e regressar ao hotel antes de jantar (dá para ver que de facto fomos mesmo para descansar) 🤣🤣.

Bodrum não tem assim nada de especial para visitar. O porto, os moinhos (que curiosamente ficavam na parte de trás do nosso hotel) e mais nada… aproveitamos para fazer umas compras (chás, especiarias, frutas e mais nada…), tirar umas fotos e rapidamente ficamos fartos. Isto de não fazer nada cansa!

No entanto fica uma dica aqui que não encontrei em lado NENHUM! Percebemos quando chegamos que havia uns autocarros entre Gumbet e Bodrum mas não havia informação em lado nenhum. Nem placas nas paragens, nem internet, nada! Toda a gente dizia que tinha apanhado um táxi entre estas duas localidades. Mas nós não desistimos e perguntamos no hotel. Apesar do inglês limitado do staff lá percebemos que o autocarro parava mesmo em frente ao hotel. Horários? A cada 15 minutos diziam eles, mas sem certezas. Mas lá arriscamos! E a verdade é que não nos arrependemos! De facto havia um autocarro que nos custou 6 liras turcas/0.66 euros para os dois (em vez de 10 euros de táxi para cada lado!) que nos deixou na central de autocarros de Bodrum, que fica mesmo ao lado do mercado central. Para regressarem não se esqueçam de tirar uma foto ao número do autocarro e é só procurarem naquele caos o número. O bilhete custa 3 liras turcas ou 0.33euros por pessoa por trajeto e pode ser pago por contactless.

Finalmente para visitarmos os moinhos o que fizemos foi sair mais cedo do autocarro, quando nos pareceu estarmos perto da estrada que dá acesso e depois descemos a pé até ao hotel, 5 minutos à corta mato!

Uncategorized

Política de cancelamento/mudança de voo das companhias aéreas durante Covid

Na verdade este post já devia ter sido escrito há uns tempos. Assumi, erradamente, que toda a gente sabia o que se estava a passar no mundo da aviação e nas suas políticas de cancelamento ou mudança de voos mas não é verdade.

Desde já quero fazer um aviso. Esta informação pode não estar 100% correta quando a forem ler. Embora seja um post que vou escrever e publicar logo a verdade é que não lidei com todas estas companhias aéreas ontem e como tal as regras podem ter mudado.

British Airways

Não te sido muito difícil de lidar com os cancelamentos de voos e mudança de horas que eles fazem, a única grande desvantagem é ter de ligar para o apoio ao cliente sempre que isto acontece. Eu pessoalmente prefiro fazer tudo online, acho uma seca ter de ligar durante o horário de expediente, esperar sabe lá quanto tempo…. A grande vantagem é que mudamos os nossos voos que eles cancelaram em Julho para ir no Natal a Portugal (se conseguirmos!). Ou seja, voos que normalmente nos custam 500 libras pagamos 100, até porque tínhamos usado Avios. Caso queiram o dinheiro de volta eles são um bocado insistentes em receber um voucher. Creio que neste momento também deixam mudar voos ou pacotes de férias sem custos desde que feito com antecedência de duas semanas mas ainda não usei este serviço.

Pontos fortes:

  • Poder mudar voo para qualquer data sem custos em caso de cancelamento

Pontos fracos

  • Não poder fazer mudanças online, tendo de ligar para o apoio ao cliente
  • Tentam impingir um voucher caso queiram devolução de dinheiro

TAP

Não tivemos nenhum voo marcado com eles e aparentemente devemos agradecer aos céus. Horas sem fim a ligar para o apoio ao cliente, cancelam voos e não informam os clientes, não aceitam devolver o dinheiro (isto é ILEGAL!!), a lista é interminável mas só para o lado das queixas.

Air China

Compramos o voo através de uma plataforma externa (acho que nunca mais voltou a fazer isso!) e quando os contactámos em março não hesitaram a devolver o dinheiro integralmente depois de nos terem cancelado um dos voos. Sem queixas, sem porquês. Provavelmente a melhor companhia aérea com que tivemos de lidar.

Pontos Fortes

  • Política de devolução foi clara no site
  • Super rápidos a devolver o dinheiro

Pontos fracos

  • Mais fácil lidar com eles se marcarem diretamente

Air Malasia

Compramos o voo através da Expedia e foi um pequeno pesadelo lidar com esta empresa (a Expedia). Tive de fazer finca pé para nos devolverem o dinheiro do pacote (voo e hotel), só queriam devolver o voo. Não me vou alongar, mas lá conseguimos o dinheiro de volta. Quanto às Air Malasia impecável, devolveram o dinheiro super rápido!

Pontos fortes

  • Rápidos e eficientes a devolver o dinheiro

Pontos fracos

  • Mais fácil de gerir o processo se marcarem diretamente com eles

Air Asia

Tínhamos um voo em Maio que foi cancelado e ainda estamos a espera do dinheiro. Sempre que falo com eles através do chat dizem que vai chegar daqui a 3/4 semanas mas nunca chega… Vou ter de contactar o cartão de crédito para me ajudar com isto, claramente

Vantagens

  • Fácil de entrar em contacto com eles através do chat

Desvantagens

  • 7 meses depois e ainda não recebi o dinheiro…

EasyJet

Começaram muito mal, devolvendo apenas parte do dinheiro de uns voos mas rapidamente se tornaram a companhia que prefiro para lidar com problemas de cancelamento de voos.

Deixam alterar gratuitamente qualquer voo até 2 semanas antes, pagando apenas a diferença caso exista.

Em caso de cancelamento… É bom demais para acreditar mas juro que já fiz isto duas vezes e correu muito bem! Caso eles cancelem algum voo deixam mudar para qualquer destino, qualquer data sem qualquer custo e sem pagar a diferença! Foi assim que marcamos voos a última da hora para Itália e para a Turquia fazendo com que poupassemos muitas centenas de libras!!! Ainda temos outro voo para remarcar, estou em negociações com o homem cá de casa…

ADENDA: Isto ja nao e’ possivel fazer, podem mudar para qualquer data mas a origem e o destino tem de ser sempre o mesmo pais, podem apenas mudar o aeroporto.

Pontos fortes

  • Mudança de voo gratuita até 2 semanas antes pagando apenas a diferença
  • Em caso de cancelamento deixam mudar para qualquer rota, qualquer dia sem qualquer custo e sem pagar a diferença
  • Tudo feito online, inclusive o pedido de reembolso

Pontos fracos

  • No início tínhamos de ligar para o apoio ao cliente o que era caótico
  • Perdemos algum dinheiro com voos

Wizzair

Não sendo fantásticos não são os piores…. A grande vantagem é que é feito tudo online. Já tivemos vários voos cancelados e alterados com eles e conseguimos resolver todos com exceção de um em abril que nunca recebemos o dinheiro. Neste momento como é tudo feito online é mais fácil. Caso eles mudem a hora ou cancelem têm três opções: mudar para outro voo (pagando a diferença), pedir o reembolso em dinheiro ou pedir um voucher. Este último tem a vantagem de ser majorado em 10% do valor pago e tem sido a nossa opção. A wizzair tem feito uma série de promoções em que o serviço Flex custa apenas £1 por trajeto e por pessoa e tem sido algo que temos aproveitado.

Pontos Fortes

  • Tudo feito online
  • Majoração de 10% caso optem pelo voucher
  • Promoções ocasionais no serviço Flex por £1

Pontos Fracos

  • Perdemos o dinheiro de um voo em Abril
  • Cobram fees para mudar voos

Ryanair

Também não tivemos nenhum voo com eles este ano mas sei que é uma companhia aérea popular entre as pessoas que lêem este blog.

Neste momento a Ryanair deixa mudar voos sem fees até duas semanas antes mas não é algo que eles estejam a anunciar como algo que vá acontecer para sempre, vão anunciando quase mês a mês ao contrario da easyJet. Quanto às devoluções, tanto quanto sei, não têm sido muito chatos, só têm de preencher um formulário online.

Pontos fortes

  • Tudo feito online
  • Possibilidade de mudar voos sem fee

Pontos fracos

  • Não serem claros quando é que esta política vai mudar
Uncategorized

Jasmin Beach Hotel – Gumbet / Bodrum

Este ano não está para brincadeiras e todas as viagens são marcadas a última da hora pelo que a escolha não é muita. Quando decidimos fazer esta semana de férias o objetivo era apenas um: descansar. Li tantos livros nesta semana como no ano inteiro, dormi até tarde e várias sestas, passamos muitas horas na piscina e nas camas junto a piscina e na praia, não vou mentir.

Quando marcamos este hotel ficamos com receio. 500 euros por uma semana para os dois com tudo incluído parecia bom demais mas não era. São as vantagens de marcar a última da hora (dispenso, prefiro ter escolha e marcar com tempo mas mais uma vez…. Jumanji).

Resolvemos não ficar mesmo em Bodrum porque os hotéis que estavam disponíveis quando marcamos não nos atraíram.

Se havia muita labreguice? Havia! Se havia gente sem noção? Havia! Mas a grande vantagem deste hotel é que tinha “cantos escondidos”. Para alem da piscina principal, onde toda a ação se passava, o hotel tem mais duas piscinas de acesso mais dificil super calmas. Uma tinha 10 camas e a outra 6! O meu paraíso! Na verdade eu fui feita para viver sozinha mas arrendar casas inteiras fica um pouco longe to orçamento pelo que este hotel foi PERFEITO neste aspeto!

O hotel não estava nem de longe nem de perto na sua capacidade maxima. Na verdade nem a 50% devia estar, havia partes inteiras do hotel que estavam fechadas.

Quanto as refeições eram todas feitas no restaurante junto à piscina principal, com buffet assistido. Sei que havia bebidas e comidas durante o dia mas não exploramos isto, não é a nossa cena.

Não esperem grandes luxos mas se tivesse de repetir, faria sem problemas!

Quarto

Piscina principal

Piscinas secundárias

Uncategorized

Bodrum (Turquia) – custos e impressões

Pela primeira vou trocar a ordem que publico as viagens. A Turquia na verdade aconteceu depois de uma viagem a Itália mas esta vai demorar mais a escrever porque teve bem mais conteúdo interessante para diferentes posts.

Vou começar desde já pelo menos positivo apenas para arrumar o assunto. Sabem o ditado de à terceira é de vez? Pois por aqui também foi. Depois de uma viagem a Grécia e outra a Itália sem problemas estávamos na Turquia quando o governo britânico, sem aviso nenhum, resolve cortar a Turquia dos países sem quarentena o obrigatória à chegada. Não vou comentar sobre esta decisão mas isto fez com que a viagem fosse cortada no último terço. Paciência, são as regras do Jumanji que este 2020 se transformou. O outro ponto menos positivo é que a Turquia, ao contrário da Grécia e da Itália, não me aquece o coração. Entre uma semana de trabalho e uma de descanso na Turquia nem hesito em escolher a segunda, mas nunca me consegui apaixonar. Não aconteceu com Istambul, não aconteceu com Bodrum…

Tirando isso correu tudo bem! Marcamos esta viagem 3 dias antes de viajar, a escolha de hotéis era limitada pelo que estávamos com receio mas tendo em conta que pagamos 500 euros por 7 dias num hotel de quatro estrelas para os dois… Com TUDO incluído não me posso queixar mesmo! Estávamos com algumas reticências mas posso dizer que nao fizemos nenhuma refeição fora do hotel.

O voo foi, uma vez mais, um reagendamento da easyJet pelo que o preço que pagamos não reflete a tarifa que teríamos de pagar quando reservamos.

Quanto a custos no local não tivemos muito. Levantamos 50 libras no início da semana e trouxemos ainda o equivalente a 20 em liras turcas.

Finalmente só uma informação. Bodrum é o paraíso da falsificação de roupa. O J. esqueceu-se dos calções de banho e dos óculos de sol e liga ZERO a marcas… Não teve outra opção se não comprar falsificações, não há artigos sem marca! Ficamos abismados…

Viagens

Quando a vida (ou o governo) te dá uma limonada bem ácida

(post escrito em Outubro/2020)

Bem sabia que corria este risco… Decidi continuar a viajar, mesmo sabendo o risco. Escolhi SEMPRE destinos que o governo achava seguro, nunca fui contra as indicações deste. Conhecia o risco, aceitei entrar no jogo…

Quando o governo do reino unido anuncia, completamente de surpresa, que retirou a Turquia da lista de países autorizados a viajar senti que o chão me fugia. Embora tenha hipótese de trabalhar de casa isso afeta a vida de MUITA gente. Começamos a pesquisar voos e claro, caos… Não havia voos diretos para Londres, os voos com uma escala estavam a preços RIDÍCULOS! O J. ficou para trás para o estrago financeiro não ser tão mau e eu voei de regresso a Londres, 3 dias mais cedo do que era suposto. Interrompemos umas férias fantásticas porque o governo inglês, TRÊS meses depois, resolve que não confia nos números da Turquia. Sem avisos prévios e mudando completamente as indicações que tinha publicado e atualizado durante três meses decidiram que afinal a Turquia já não é segura… Colocaram a vida de milhares de pessoas em risco durante 3 meses dizendo que era um destino seguro. Eu estranhei os números, ri-me até com o meu pai, mas nunca pensei que o governo fosse tão ingénuo durante três meses…

Ao mesmo tempo uma deputada da assembleia após ter feito um teste de Covid decide aparecer em público para fazer um discurso na assembleia e a seguir apanha um comboio até a Escócia sem conhecer o resultado do teste (que, já agora era positivo!!!!). É caso para perguntar “se os nossos políticos não querem saber das regras, para que é que eu as sigo?”. Não se esqueçam que foi neste país que tivemos um primeiro ministro que resolve ir a um hospital cheio de casos de Covid apertar mãos e fica em estado crítico depois de contrair esta doença.